Ervas e especiarias podem melhorar a saúde do coração, diz estudo

Ervas e especiarias têm propriedades anti-inflamatórias. (Getty Images)

Ervas e especiarias são a base do sabor dos alimentos. Cientistas da Universidade Estadual da Pensilvânia descobriram que esses condimentos saborosos também podem melhorar a saúde do coração.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

A equipe adicionou uma mistura de 13 especiarias composta de alecrim, canela e açafrão a uma refeição gordurosa e rica em amido.

Leia também

Os participantes que comeram o prato com a adição da mistura reduziram a inflamação em comparação com quando consumiram o mesmo prato, mas sem as especiarias.

A inflamação crônica tem sido associada a uma série de queixas de saúde, como doenças cardíacas e obesidade. A conclusão é que ervas e especiarias ricas em antioxidantes amortecem a inflamação, revertendo os efeitos de uma refeição gordurosa.

"Se as especiarias são saborosas para você, elas podem ser uma maneira de tornar mais saudável uma refeição com alto teor de gordura ou carboidratos", disse a autora do estudo, Dra. Connie Rogers. "Não podemos dizer, a partir desse estudo, se a questão era de um tempero em particular, mas essa mistura específica mostrou-se benéfica".

A pesquisa sugeriu picos de inflamação depois que comemos uma refeição gordurosa e açucarada. Para saber mais, os cientistas analisaram 12 homens com idades entre 40 e 65 anos. Todos os homens estavam com sobrepeso ou obesidade, o que aumenta o risco de doença cardíaca.

"Em última análise, o ideal seria incentivar as pessoas a comer de forma mais saudável, perder peso e fazer exercícios, mas essas mudanças de comportamento são difíceis e levam tempo", disse o Dr. Rogers. "Então, nesse meio tempo, queríamos explorar se uma combinação de especiarias com as quais as pessoas já estão familiarizadas e poderiam encaixar em uma única refeição poderia ter um efeito positivo".

Em ordem aleatória, os homens comeram três versões de uma refeição rica em gordura saturada e carboidratos, em três dias separados. Um dos pratos não tinha temperos, o segundo tinha duas gramas da mistura de especiarias e a refeição final continha seis gramas da mistura.

As especiarias e ervas eram manjericão, folha de louro, pimenta preta, canela, coentro, cominho, gengibre, orégano, salsa, pimenta vermelha, alecrim, tomilho e açafrão.

A inflamação crônica pode afetar a saúde do coração. (Getty Images)

Amostras de sangue mediram marcadores de inflamação antes e depois dos homens comerem cada prato.As células de combate imunológico também foram isoladas e expostas a um "estímulo inflamatório".

Isso ocorreria naturalmente se o corpo encontrar uma infecção e iniciar uma resposta imune, o que desencadeia a inflamação.

Os resultados, publicados na Journal of Nutrition (Revista de Nutrição), revelaram que os homens liberaram menos proteínas imunológicas inflamatórias depois de comer a refeição com 6g da mistura de especiarias.

Seis gramas se traduz aproximadamente entre uma colher de chá e uma colher de sopa, dependendo de como as ervas e especiarias são desidratadas, de acordo com os cientistas. Não está claro quais das 13 especiarias na mistura foram as mais benéficas.

Um segundo estudo com os mesmos participantes constatou que a ingestão de seis gramas de especiarias resultou em uma redução menor na "dilatação fluxo-mediada" nos vasos sanguíneos. Esta é uma medida da flexibilidade dos vasos sanguíneos que aponta uma circulação saudável.

Os cientistas esperam examinar os benefícios das especiarias por um longo período de tempo em um grupo mais diversificado de pessoas.

Alexandra Thompson