6 erros que a gente comete pensando que está cuidando da beleza

·4 minuto de leitura
Young afro-american woman cleaning face with cotton pad looking in mirror at bathroom
6 erros que a gente comete pensando que está cuidando da beleza. Foto: Getty Images

Há quem adote certos cuidados de beleza sem ter ideia do que o que parece zelo, na verdade, pode ser um erro. Com a ajuda da médica dermatologista Edileia Bagatin, coordenadora do Departamento de Cosmiatria da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), listamos eles.

Lavar o rosto muitas vezes ao dia

Gosta da sensação do rosto limpinho, por isso lava essa região várias vezes ao dia? Pois o hábito não é bom para nenhum tipo de pele, mesmo para as pessoas com a pele oleosa. Ao fazer isso, você remove toda a gordura da superfície da pele, substância que, na verdade, tem uma função protetora. Ela forma uma barreira cutânea que impede a penetração de substâncias químicas e micro-organismos que podem causar processos irritativos, infecções e até alergias.

Leia também

Segundo a dermatologista, o ideal é higienizar a pele do rosto duas vezes ao dia. Uma de manhã, que pode ser apenas com água, e a segunda à noite com um sabonete específico para seu tipo de pele. No caso de quem tem pele normal ou seca, o ideal é uma utilizar uma loção de limpeza suave. Já quem tem pele oleosa, pode pedir a recomendação de um sabonete mais intenso para seu médico.

Lavar o cabelo todos os dias

Woman washing hair showering in bathroom at home. Smiling black woman bathing while looking away. Happy woman rinsing hair while taking a shower at luxury spa.
Não lave o cabelo todos os dias. Foto: Getty Images

Se a pessoa tem fios muito finos, frágeis e secos, ela não precisa lavar todos os dias, porque o processo é sempre um pouco agressão. Se o indivíduo tem um cabelo mais grosso e oleoso, não há problema algum lavar todos os dias desde que se tome cuidado para friccionar com força couro cabeludo e fios e assim agredi-los.

Engana-se quem pensa que, quanto mais produtos, melhor. Um shampoo de boa qualidade e um condicionador idem, resolvem. Se o fio não parece muito lubrificado e fácil de pentear, você pode trocar o condicionador por uma máscara. Fora do chuveiro, você pode aplicar um leave-in. Cuidado para não se empolgar e usar vários produtos ao mesmo tempo, porque isso facilita o acúmulo de resíduos nos fios, o que leva ao efeito contrário do que se espera.

Tirar a cutícula das mãos e dos pés

O ideal seria nunca retirar essa pele, que funciona como uma barreira de proteção contra agentes externos que podem prejudicar a saúde das unhas. Mas, como esse hábito parece incrustado no dia a dia da brasileira, a médica Edileia Bagatin recomenda nunca remover completamente a cutícula. “Quando você tira tudo, abre espaço para que penetrem por ali substâncias químicas, micro-organismos e bactérias. Esses agentes podem provocar inflamação, infecção ao redor da unha e até atingir sua matriz, fazendo com que ela caia.

Lixar os calcanhares

Você é daquelas que adora a sensação de pés lisinhos, pois não tente conquistá-la lixando os pés todos os dias com lixa ou pedra pome. A pele dos pés é mais espessa justamente para proteger a região, que sustenta todo o peso do seu corpo. Se você insistir em lixá-la ou esfoliá-la frequentemente, o que você vai causar é uma pele fragilizada e propensa a bolhas e ferimentos. O ideal é lixar ou esfoliar – com o acessório que você preferir – apenas uma vez por semana. Nos demais dias, aplique um bom creme hidratante à noite para garantir pés macios.

Esmaltar toda semana

Close-up view of woman paint the pink color nail polish
Pintar as unhas toda semana faz mal para as unhas. Foto: Getty Images

O problema em si nem é o esmalte, já que muitos produtos disponíveis atualmente são livres de substâncias tóxicas. A questão é a remoção dele, mesmo com removedores que não contêm acetona. De acordo com a dermatologista, o produto causa uma agressão química na unha, que é especialmente prejudicial para aquelas pessoas que têm unhas frágeis e que descamam com facilidade.

Edileia ainda recomenda que se espace o uso de esmaltes escuros, porque a retirada deles requer o uso de uma quantidade maior de removedor, além de ir pigmentando as unhas com o passar do tempo, deixando-as amareladas.

O ideal, segundo a médica, é alternar o uso de cores claras e escuras, além de ficar períodos sem usar esmaltes.

Usar bucha vegetal

Você pode achar que está tornando a pele macia, mas, ao usar a esponja vegetal todos os dias, está retirando a barreira cutânea, aquela que tem a função de proteger a pele. O recomendável é usá-las apenas uma vez na semana, sem atritar muito. Vale lembrar que a pele do corpo tem ainda menos gordura do que a do rosto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos