Eric Kripke, criador de 'The Boys', diz que Marco Pigossi está excelente em nova série

*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, BRASIL, 23-07-2018: Retrato do ator Marco Pigossi, que deixou a TV Globo para fazer séries na Netflix. (Foto: Eduardo Anizelli/ Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, BRASIL, 23-07-2018: Retrato do ator Marco Pigossi, que deixou a TV Globo para fazer séries na Netflix. (Foto: Eduardo Anizelli/ Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Eric Kripke, criador de uma das séries do momento, "The Boys", está no Brasil para divulgar o último episódio da terceira temporada da trama. Na tarde seguinte ao lançamento do derradeiro capítulo, numa sessão destinada a jornalistas e fãs, ele falou brevemente sobre a participação de Marco Pigossi em "The Boys: Varsity".

"Eu não vou contar nada sobre a série", brincou, já que os detalhes da produção estão sendo mantidos sob sigilo. "Mas eles estão no meio das gravações, eu já vi algumas das cenas e posso dizer que o Marco está excelente, realmente muito bom, e que é um prazer trabalhar com ele."

“Varsity" seguirá um grupo de super-heróis que parece ser tão tosco e perigoso quanto o The Seven, que protagoniza o programa original —mas, agora, na universidade. A trama está sendo gravada e vai ser ambientada na única universidade americana exclusiva para jovens super-heróis, controlada, claro, pela Vought International.

Ainda há poucos detalhes sobre a história, descrita apenas como sendo sobre "as vidas de heróis competitivos e cheios de hormônio, que põem em teste seus limites físicos, sexuais e morais enquanto competem pelos melhores contratos nas melhores cidades".

Pigossi fará o personagem Edison Cardosa e atuará ao lado de Patrick Schwarzenegger, no papel de Golden Boy, ou Garoto Dourado, e Sean Patrick Thomas, como Polarity, ou Polaridade.

Segundo o showrunner, ainda há muito espaço para "The Boys" se desmembrar em outras séries e até filmes. É um universo rico, uma sátira que reflete nossa própria realidade, acredita, e por isso pode dar origem a outras narrativas. Fã da Marvel, ele diz que se inspira na habilidade do estúdio de brincar com diferentes gêneros, algo que quer fazer conforme seu universo anti-heroico se expande.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos