Erasmo presta contas por falas machistas em 'A Fazenda' e é massacrado ao vivo

Resumo da notícia

  • Erasmo Viana passou por momentos tensos ao ser confrontado com suas falas machistas em 'A Fazenda 13'

  • O peão chegou a dizer que "mulheres existem para procriar"

  • Confrontado por jornalistas, Erasmo se constrangeu e tentou sair pela tangente

Erasmo Viana, eliminado da semana de 'A Fazenda 13', foi obrigado a bater de frente com as declarações machistas e homofóbicas que teve dentro do confinamento. Convidado do "Hora do Faro", o peão foi confrontado pelos jornalistas Chico Barney e Leo Dias a respeito de suas declarações contra Erika Schneider e Marina Ferrari, e tentou fugir da responsabilidade colocando a culpa de suas declarações machistas na questão estrutural.

Inicialmente, Erasmo foi questionado sobre ter chamado Erika Schneider de fútil e fazia. Na época, Erasmo disparou: "Um sexo incrível, energia f***, mas já tinha percebido que ela era superficial. Uma gata, sexo bom, mas é limitada, o conteúdo não vai, rasa. E eu sou um cara que pra mim, mulher e sexo sempre tem".

Leia também:

Constrangido, Erasmo afirmou que se arrependeu do que falou, mas logo entrou em contradição ao dizer que o real problema foi ter sido "franco demais". "Falei e me arrependo de ter exposto ela dessa forma. Admito que expus ela no sentido dessa opinião que dei sobre ela ser superficial e limitada pra argumentar. Fui franco demais", afirmou.

Em seguida, Erasmo se complicou ainda mais quando foi questionado pelos jornalistas sobre a frase "mulher existe para procriar". Erasmo ficou surpreso e disse que não lembrava de ter falado nada do tipo, mas novamente entrou em contradição. "Eu falei isso? Meu Deus do céu, que frase pesada. Mas lembrei, era quando eu estava falando sobre traição, tem um médico amigo meu que deu a explicação disso a partir dos homens das cavernas. Ele deu o ponto de vista histórico e científico", se esquivou.

Em seguida, Erasmo disse que não entendeu quando foi machista no reality, e piorou a situação ao lembrar de um momento em que falou sobre o trato com as vacas. "Teve um momento no trato com as vacas que eu peguei o chifre dela. E falei que tinha que ter culhão pra fazer. É uma expressão 'machista', mas todo mundo fala, significa que tem que ter coragem", completou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos