Equipe de Nego do Borel fala em racismo: "Não tem o direito de errar"

·2 minuto de leitura
Nego do Borel chorou em dinâmica (Foto: Reprodução/PlayPlus)
Nego do Borel chorou em dinâmica (Foto: Reprodução/PlayPlus)

A equipe de Nego do Borel fez um texto sobre racismo estrutural após o funkeiro chorar durante uma dinâmica da "Fazenda 13" na noite deste domingo (19). 

"Mais uma vez o racismo estrutural que temos no Brasil é escancarado. Mais uma vez nós vemos que uma pessoa negra não tem sequer o direito de errar, como todo mundo faz. Até o momento, o que vimos, é parte da sociedade julgando e condenando por coisas que não aconteceram. O linchamento virtual contra o Nego mostra que ninguém está disposto a ouvir um homem negro que veio da favela", diz o texto publicado no Instagram do artista.

Leia também:

A atividade que deixou Nego abalado emocionalmente será exibida no programa de segunda-feira (20). Pela regra, cada peão tinha que escolher um aliado que pretende levar até a final. Depois, eles tinham que apontar quem merece ser o primeiro eliminado do programa. Solange e Nego foram os mais citados como desafetos do elenco. Já Tati Quebra Barraco a peoa mais querida.

No dia anterior, Nego do Borel também foi acusado de assédio após tentar beijar Dayane Mello. Com um comportamento agressivo, o peão brigou com Dynho, Mussunzinho e outros integrantes da baia. Nas redes sociais, internautas pediram a expulsão do funkeiro, mas a Record ignorou os comentários. Para a equipe do artista, o que está acontecendo é um "linchamento virtual".

"Ninguém está disposto a ouvir um homem negro que veio da favela. Essa 'Era do cancelamento', que já fez com que outras pessoas negras em realitys fossem massacradas, é implacável e muito prejudicial. A própria Dayane falou que não houve assédio. Quanto aos outros erros, o próprio Nego admitiu e se desculpou. Entretanto, a sociedade nunca está pronta para ouvir e dar oportunidade a uma pessoa negra. Até quando esse racismo estrutural irá existir? Até quando só pessoas brancas terão o direito de errar? Até quando uma nova chance será seletiva pela cor da pele?", publicou a equipe do fukeiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos