'Enterrei Cazuza, Renato Russo, agora a Fernanda', desabafa Marina Lima

A cantora Marina Lima no velório de Fernanda Young, no cemitério de Congonhas, em São Paulo. Foto: Leo Franco/AgNews

Por Leandro Lima

Emocionada, a cantora Marina Lima estava em choque com a perda da amiga Fernanda Young, que morreu na madrugada deste domingo (25), aos 49 anos. No velório, no cemitério de Congonhas, em São Paulo, ela comentou como recebeu a notícia e exaltou a obra da da atriz, escritora, roteirista e apresentadora.

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

“Foi uma coisa inesperada. Era um gênio, uma estrela, um cometa que passou por aqui. A gente tem que eternizar o que ela fez de maravilhoso, era à frente do tempo. Agora, é a ficha cair. Eu enterrei Cazuza, o Renato [Russo], agora a Fernanda. Foi uma coisa totalmente precoce, no auge. Agora a gente tem que lidar. Forever Young”, declarou ela, com a voz embargada.

Leia também:

Cerca de 150 pessoas compareceram ao local. Entre os famosos que passaram para se despedir estavam a atriz Fernanda Nobre, que estrearia no próximo mês uma peça de teatro com Young, Maria Ribeiro, Monica Iozzi e Marisa Orth. A apresentadora Astrid Fontenelle e a jornalista e consultora de moda Lilian Pacce também foram prestar suas homenagens.

Fernanda Young teve uma crise aguda de asma seguida por uma parada cardíaca. Ela estava no sítio da família em Gonçalves (MG), e chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

Trajetória

A escritora nasceu em Niterói, no Rio de Janeiro, e estreou na televisão em 1995, com adaptações de textos de Luis Fernando Veríssimo para o programa “A Comédia da Vida Privada”.

Ao lado do marido, o também roteirista Alexandre Machado, Fernanda Young lançou programas de sucesso na TV, como 'Os Normais”, em 2001, e 'Minha Nada Mole Vida’, em 2006. Recentemente, os dois assinaram “Shippados”, exibida no Globoplay.

Foi capa da “Playboy” em 2009 e lançou ao menos 14 livros, como “Pos-F”, “Estragos” e “A Mão Esquerda de Vênus”. Apresentou os programas 'Irritando Fernanda Young', entre 2006 e 2010, e 'Confissões do Apocalipse', em 2012, além de ter feito parte do primeiro time do “Saia Justa”, entre 2002 e 2004. Também atuou em 'Surtadas na Yoga', no canal GNT.

Em entrevista ao programa 'Viver do Riso', de Ingrid Guimarães, Young contou de onde vinha o seu humor: "Do desespero, do puro desespero".

Young foi indicada a dois Emmys internacionais, pelos seriados Separação (2010) e 'Como Aproveitar o Fim do Mundo’ (2012).