Entenda treta de Gabriel Medina com a família após casamento com Yasmin Brunet

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·4 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO, RJ, 22.01.2018: O surfista brasileiro Gabriel Medina durante coletiva no Rio. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)
***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO, RJ, 22.01.2018: O surfista brasileiro Gabriel Medina durante coletiva no Rio. (Foto: Ricardo Borges/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A relação de Gabriel Medina, 27, com a família não é a mesma desde o casamento com Yasmin Brunet, 32. Os dois se casaram em janeiro em uma cerimônia no Havaí após menos de 1 ano de namoro -e sem a presença de parentes. A relação, porém, não estaria agradando aos pais do surfista. 

Brunet era casada com o modelo Evandro Soldati desde 2012. Em fevereiro de 2020, ela anunciou o fim do relacionamento. Pouco tempo depois, ela foi vista com Medina pela primeira vez e, na sequência, os dois começaram a morar juntos. 

Leia também:

Em fevereiro deste ano, os problemas com a família dele começaram a tomar contornos públicos. Medina e Brunet pararam de seguir a mãe e o padrasto dele nas redes sociais. Simone Medina e Charles Saldanha também deixaram de acompanhar as publicações do filho e da nora. 

Galeria Imagens do casal Gabriel Medina e Yasmin Brunet Sem admitir romance, casal compartilha imagens de intimidade. 

De acordo com uma reportagem do jornal Extra, publicada na ocasião, os pais não teriam aprovado o casamento relâmpago e estariam preocupados com a influência da modelo na carreira do filho. "Eles sempre viveram pela carreira do Gabriel. Impondo disciplina, dando força e controlando tudo de perto", disse uma fonte ao jornal. "Agora, ele não é mais um garoto e divide a vida com a mulher dele." 

O afastamento teria culminado com a demissão de Charles Saldanha, que o acompanhava desde o começo da carreira. O bicampeão mundial confirmou que o australiano Andy King, que já trabalhou com grandes nomes do surf mundial, será seu novo técnico. 

Oficialmente, Medina afirma que a decisão foi tomada para que Saldanha possa se dedicar à carreira da irmã dele, Sophia Medina. Ele viajou para a etapa australiana do mundial de surf acompanhado apenas da mulher. 

"Eu estava pensando em todos, quero deixar meu pai fazer o trabalho com minha irmã, ela precisa mais do que eu agora", contou ele ao site especializado Waves. "Estou envelhecendo e sinto que posso fazer isso sozinho. Ter Andy ao meu lado realmente dá mais confiança, porque ele é um grande surfista, ele entende muito sobre surfe e, sim, tem sido divertido." 

No entanto, a família tem postado nas redes sociais frases que têm sido percebidas pelo público como indiretas de lado a lado. Foi o caso de uma publicação recente de Simone Medina falando sobre relacionamentos conturbados. 

"O amor é para te trazer paz e felicidade, e não uma guerra, onde você tem que lutar sempre para ser feliz", escreveu. "Muitos procuram a felicidade em coisas que os olhos alcançam, muitas vezes ilusões passageiras que não alimentam a alma, somente a carne. A carne mata, o espírito vivifica." 

Em outra publicação, ela lembrou o fato de o filho e a nora pararem de segui-la nas redes sociais. "Qual o seu signo? Bloqueada", ironizou. 

Medina, por sua vez, escreveu a seguinte mensagem: "A verdade sempre vem. Questão de tempo. Tempão ou tempinho". Yasmin Brunet também foi na mesma linha. "Há três coisas que ficam pouco tempo escondidas: o sol, a lua e a verdade", escreveu a modelo, que disse precisar de muita paciência para não falar o que pensa. 

A briga familiar parece não ter atingido apenas o casal. A influenciadora digital Bruna Bordini afirmou que ela e o marido, Felipe Medina, irmão de Gabriel, foram expulsos da casa dos sogros em Maresias (litoral de SP), onde moravam até então. A revelação foi feita nas redes sociais, após ser questionada por seguidores sobre a mudança para São José dos Campos (interior do estado). 

Ela explicou o que causou a expulsão. "O motivo foi eu ter ficado em dúvida em não assinar minha carteira de trabalho, pois se eu não arrumasse ninguém de confiança [para cuidar da filha bebê], eu ia sair do meu trabalho para trabalhar em casa", disse. "Isso foi inadmissível e gerou a expulsão. Fui tachada de folgada que não queria trabalhar. Hoje, trabalho em casa, do celular e ainda consigo cuidar da minha filha." 

Bordini também defendeu Yasmin Brunet, que vem sendo alvo de críticas nas redes sociais. "A Yasmin é uma mulher que eu admiro muito, ela é uma pessoa boa, verdadeira e empática", afirmou a concunhada. "Ela tem um papel importante e é do bem."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos