Entenda como RRR se destaca nas trilhas sonoras e vence até Gaga e Rihanna

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A canção "Naatu, Naatu", do compositor indiano M. M. Keeravani, que serve de trilha sonora para o filme "RRR - Revolta, Rebelião, Revolução" superou sucessos de Taylor Swift, Rihanna e Lady Gaga e venceu o Globo de Ouro 2023 na categoria melhor música original.

Misto de comédia e ação, a trama de "RRR" se desenrola para lá das três horas, bem ao modo dos filmes de Bollywood, indústria de cinema indiana. Disponível na Netflix, o filme S. S. Rajamouli se passa ainda na época da colonização britânica na Índia e conta a história de um rapto de uma criança, que opõe o guerreiro do povo a um policial que protege os interesses da monarquia.

Keeravani divide o prêmio com o letrista Chandrabose -e a escolha do júri remete a uma tradição de Bollywood, conhecida pela excelência na produção musical. Os compositores são conhecidos como diretores musicais e, muitas vezes, as trilhas são lançadas antes mesmo do filme, para chamar a atenção para a obra.

Uma boa música pode decretar o sucesso ou o fracasso de um filme. Em geral, as canções são gravadas por um cantor profissional e, em seguida, os atores fazem a sincronização labial. Como em "RRR", as cenas musicais são acompanhadas por danças exuberantes.

Keeravani é um compositor conhecido. Nascido em 1961, ele já trabalhou em mais de 150 filmes. É irmão da cantora Kalyani Malik, primo do diretor de "RRR", que é o mais bem pago da Índia. "Naatu, Naatu" é cantada em telugo, um dos 22 idiomas da Índia.