Entenda a estrutura dos dentes

·1 minuto de leitura
Foto: Shutterstock
Foto: Shutterstock

Os dentes são responsáveis pelo início da digestão dos alimentos. Afinal, são eles que cortam, amassam e trituram tudo que é ingerido. Para realizar a função, cada um dos 32 dentes que compõem a arcada dentária permanente tem uma estrutura composta por diversas camadas de tecidos moles e duros. Conheça cada uma delas.

Veja mais conteúdo de saúde bucal

Coroa e raiz

A coroa é a parte superior do dente – e, em condições normais, a única visível. Seu formato varia de acordo com a função de cada dente. Os molares, por exemplo, têm coroas mais planas para triturar os alimentos. Já os dentes anteriores, responsáveis por cortar o que está sendo ingerido, têm coroa em formato de cinzel.

Alocada dentro do osso, a raiz, como o nome sugere, é a responsável por manter o dente preso no local correto. Ela é revestida por cemento, uma espécie de esmalte que fica na parte inferior da linha gengival.

Esmalte

O esmalte faz o revestimento da coroa e é o tecido mais resistente de todo o corpo humano. Ele é composto por fosfato de cálcio, fosfato de magnésio e fluoreto de cálcio. Por mais que seja extremamente resistente, o esmalte pode ser danificado quando a higienização da boca não é feita de maneira adequada. 

Dentina e polpa

Logo abaixo do esmalte está localizada a dentina, uma camada macia e que abriga diversos túbulos. Já a polpa é a estrutura que fica abaixo da dentina, formada por um tecido mole que abriga o nervo e os vasos sanguíneos. Quando uma cárie a atinge, superando as camadas anteriores, o paciente passa a sentir dores.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos