Veja quais empresas dos EUA que têm mais mulheres no conselho

Pascal Rossignol/Reuters

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Companhias integram o índice Standard & Poor's 500; Viacom tem a maior participação feminina no colegiado: 55%.

  • Amazon tem 50% de mulheres no conselho.

Em setembro passado, as mulheres conquistaram 13 cadeiras nos Conselhos de Administração de empresas listadas no índice Standard & Poor's 500 -- ou 27% do universo das companhias que compõem o índice. Os dados são da agência de notícias Bloomberg.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

SIGA O YAHOO NOTÍCIAS NO FLIPBOARD

Dessas companhias, 17 aumentaram o número de mulheres em seus conselhos, exemplo da Amazon, que nomeou em fevereiro passado a então presidente-executiva da Pepsi, Indra Nooyi, para seu Conselho e também para o Comitê de Auditoria do colegiado.

Leia também

A empresa já havia nomeado no início do mesmo mês a diretora de Operações do Starbucks, Rosalind Brewer, como membro do Conselho.

Quatro empresas do índice da Standard & Poor's, por outro lado, foram em direção contrária, reduzindo a participação feminina nas cadeiras dos Conselhos. São elas: General Mills, Twitter e Consolidated Edison.

O setor com o maior número de mulheres em seus conselhos foi o de tecnologia da informação; já o setor de serviços de comunicação registrou declínio.

A base para esse tipo de análise são dados que abrangem 496 empresas do S&P 500.

A seguir, estão as empresas com os maiores percentuais de presença feminina nos conselhos.

As 10 empresas com mais conselheiras

Viacom - 56%

General Motors - 55%

American Water Works - 55%

Omnicom Group - 55%

CBS - 55%

Alaska Air Group - 50%

Amazon.com - 50%

Best Buy -50%

Autodesk - 50%

Capri Holdings - 50%