Dia das Mães: "A mulher é o útero da vida", afirma Monja Coen

O Dia das Mães de 2020, assim como as datas comemorativas deste ano, terão um significado diferente para todos nós. A pandemia do covid-19 alterou a dinâmica do mundo e de cada indivíduo. Abraços e beijos, tanto para quem mora longe ou perto, precisarão esperar. O momento é de isolamento social.

No quarto e último episódio da websérie Empoderamento Feminino, do Yahoo Brasil, discutimos o sentido e significado da palavra maternidade.

De quê forma a maternidade também é um empoderador feminino? Monja Coen, mãe da Fábia, não poderia ter sido mais assertiva: “A mulher gera vida, mesmo a que não tem filhos, mas tem a capacidade de gerar vida. Quando a mulher se lembrar que gera vida ela não se submeterá a nada e nem a ninguém. É o útero da vida", afirma.

A advogada e empresária dos Racionais Mc's e Boogie Naipe, Eliane Dias é categórica: “O filho depende da mãe, mas a mãe também depende do filho. É uma troca. Meus filhos me empoderaram na questão do amor". Ela é mãe de um casal, Jorge e Domênica.

A CEO do Ateliê Xongani, Cris Xongani intensificou sua luta contra o racismo com o nascimento dos filhos, a criadora de conteúdo e apresentadora Ana Paula Xongani e do Newman Costa.

A cacica da aldeia indígena Tekoá Pyau, Patrícia (Jaxuka) é mãe de dois meninos é afirma: “Quero que eles respeitem as mulheres".

Mãe de um casal, Ana Carolina e Frederico, a doutora em odontologia e gestora de políticas públicas, Ana Estela Haddad encontrou nos filhos, principalmente na filha, um motivo a mais para continuar lutando por equidade. “Quando soube que seria mãe de uma menina me senti acompanhada, ganhei uma causa maior para lutar por emancipação".

Mas, afinal, o que é empoderamento feminino? O que é estar empoderada? Todas as mulheres estão empoderadas em todos os âmbitos de suas vidas - carreira, relacionamentos, maternidade, sexualidade? O empoderamento tem classe? Cor? Localização?