Em 'Travessia', Humberto Martins diz que não se sente mais um ator da Globo

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP - Os atores Humberto Martins e Silvia Buarque durante a pré-estreia do filme
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP - Os atores Humberto Martins e Silvia Buarque durante a pré-estreia do filme

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Apesar de estar escalado para viver um dos protagonistas da novela "Travessia", que chega em outubro para substituir "Pantanal", o ator Humberto Martins, 61, afirma que não se sente mais um ator da Globo. Na emissora, ele fez mais de 25 projetos, entre séries e novelas, desde o final dos anos 1980.

"O convite partiu da Gloria Perez que me ligou pessoalmente. Tenho certeza que ela batalhou para me ter no elenco, pois as coisas estão diferentes na Globo, não me sinto mais uma pessoa da TV Globo, sou um ator da Gloria", revelou em conversa com a imprensa. A nova conduta da emissora é estabelecer contratos por obra, assim como faz agora com Martins, o que reduziu drasticamente o número de contratos fixos.

A última trama da qual Humberto Martins havia feito parte na Globo foi "Verão 90" (2019). Na ocasião, ele deixou a produção no meio sob rumores de que estaria insatisfeito e cansado. O canal sempre negou que os rumos do personagem dele na história e a posterior saída seriam por causa desse descontentamento e alegava que novela era uma obra aberta sujeita a alterações.

Agora em "Travessia", Guerra dará vida a um empresário da construção civil que descobre que o sócio Moretti (Rodrigo Lombardi) se envolveu com Débora (Grazi Massafera), mulher com quem pretendia se casar e que morreu em um acidente. Moretti deixa o Brasil com Débora grávida, e Guerra registra Chiara (Jade Picon) como se fosse dele, sem revelar a verdade sobre o pai biológico da jovem.

"O Guerra é mais um empresário dos quais já fiz muitos, mas o desafio é não ser repetitivo. Comecei a procurar algo diferente para compor e defini que ele seria passional, egocêntrico, um globalista que quer que tudo se dane ao redor. Se mexer no bolso dele será um problema", explica o ator.

No dia que recebeu a ligação de Gloria Perez, Martins estava em Orlando, nos Estados Unidos, e topou de cara. "A única coisa que falei foi que por ela eu faria até o pipoqueiro da esquina", emendou. Com Gloria, o artista participou de importantes trabalhos na televisão, entre eles "América" (2005), "Caminho das Índias" (2009) e "A Força do Querer" (2017).