Em meio a pandemia, companhia Os Satyros fecha sala de teatro no centro de SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Diante da atual pandemia de coronavírus e do isolamento social provocado por ela, a companhia de teatro Os Satyros anunciou o fechamento de um de seus espaços no centro de São Paulo.

Em publicação nas redes sociais, o cofundador do grupo, Ivam Cabral, disse que o Estação Satyros, localizado na praça Franklin Roosevelt, não deve reabrir quando a quarentena acabar.

"A notícia triste veio junto com uma pandemia", escreveu. "Desde março não temos mais o Estação Satyros. Quinze anos durou a nossa aventura no número 134 da praça Roosevelt. Tantas histórias, tantos sonhos, tanta alegria..."

A companhia administra uma outra sala teatral na mesma praça, o Espaço dos Satyros Um, no número 214. Esta foi inaugurada em 2000 como a sede paulistana dos Satyros.

Fundada por Cabral em parceria com Rodolfo García Vázquez, a companhia experimental é uma das mais premiadas do país, com repertório que inclui espetáculos como "A Filosofia na Alcova", "Os 120 Dias de Sodoma" e "Cabaret Fucô".