Em meio a coronavírus, 500 investidores mais ricos do mundo perderam R$ 1,9 tri na semana

O fundador da Amazon, Jeff Bezos. Foto: Anushree Fadnavis/Reuters

RESUMO DA NOTÍCIA

  • Os três mais ricos, Jeff Bezos, Bill Gates e o presidente da Louis Vuitton, perderam R$ 135 bi.

  • Foi a pior semana para as Bolsas americanas desde a crise de 2008.

Ao todo, os 500 investidores mais ricos do mundo perderam US$ 444 bilhões (cerca de R$ 1,9 trilhão) na pior semana para as bolsas americanas desde a crise de 2008.

A informação é da agência Bloomberg, segundo a qual os três mais ricos —Jeff Bezos, fundador da Amazon, Bill Gates, fundador da Microsoft e o presidente da Louis Vuitton,  Bernard Arnault—perderam, juntos, cerca de US$ 30 bilhões (R$ 134,52 bilhões).

Leia também

As 500 pessoas mais ricas acumulavam US$ 78 bilhões em ganhos, até o início da semana , conforme estimativas do Bloomberg Billionaires Index. O resultado da semana fez com que cerca de 80% dos bilionários do ranking estivessem no vermelho este ano.

Desde a última segunda, uma cesta de quase 7.000 ações, incluindo mercados desenvolvidos e emergentes, perdeu quase US$ 6 trilhões, ou mais de 10% de seu valor de mercado, conforme dados do Refinitiv DataStream.

Na semana, os índices americanos acumulam desvalorizações de 12,3% (Dow Jones), de 11,5% (S&P 500) e de 10,5% (Nasdaq), respectivamente, as maiores desde outubro de 2008. A Bolsa brasileira, por exemplo, acumulou uma queda de 8,36% na semana.

O dólar acumulou alta de 2% em relação ao real. No ano, o dólar sobe 11,6%. A divisa brasileira é a segunda moeda emergente que mais se desvaloriza ante o dólar neste ano, atrás apenas do rand sul-africano. Em 2019, o dólar teve alta de 4%.

As perdas foram amenizadas na última sexta-feira (28), depois que o Fed (Banco Central americano) saiu em socorro do mercado financeiro ao sinalizar que pode cortar juros para conter a retração da atividade econômica com o coronavírus.