Em maré de azar, personagem de Cauã Reymond lembra o quanto é difícil ser pobre no Brasil

·3 min de leitura
Christian não tem nem luz em casa (Foto: Reprodução/Globo)
Christian não tem nem luz em casa (Foto: Reprodução/Globo)

Resumo da Notícia:

  • Na pele do gêmeo pobre, Cauã Reymond tem sofrido na novela das nove

  • Em apenas um capítulo, Christian acumulou muitas derrotas

  • Internautas se identificaram e disseram que essa é a "vida real do brasileiro"

O que era para ser um drama acabou virando comédia (ou não, afinal, muitos se identificaram). O segundo capítulo de "Um Lugar ao Sol", exibido nesta terça-feira (9), chamou a atenção dos internautas pela maré de azar de Christian (Cauã Reymond), o irmão pobre da história de Lícia Manzo. 

É difícil imaginar alguém que esteja em uma situação pior que a dele depois de tantas tragédias em poucos dias, uma notícia ruim atrás da outra. Não demorou muito para o público notar a crítica da autora e dizer que Cauã Reymond, na verdade, está mostrando o quanto é difícil ser pobre no Brasil. 

Leia também

Em um diálogo com Lara (Andréia Horta), o rapaz foi bem claro ao falar sobre sua indignação e tristeza. "No Brasil, se você é pobre você não é nada. Ninguém te respeita. Eu não quero isso pra mim, quero outra vida. Quero ir embora", desabafou, aos prantos.

As desgraças começaram para Christian (Cauã Reymond) quando seu amigo, Ravi (Juan Paiva), foi preso injustamente após ser vítima de racismo. O rapaz achou um celular na rua, tentou devolver para o dono e a polícia interpretou que ele havia roubado o aparelho. O gêmeo pobre se ofereceu para pagar a fiança, mas ficou espantado quando soube que o valor seria R$ 2500.

Christian (Cauã Reymond) pensou em pedir a grana para a namorada. O problema é que a avó dela, Noca (Marieta Severa), ficou doente e acabou sendo levada para um hospital particular, o que implicou em gastos. O personagem de Cauã, então, conversou com o chefe e pediu adiantamento. O patrão se recusou e o indicou para um bico no estacionamento de uma festa durante a madrugada.

Mesmo sabendo que precisaria dar o seu melhor, Christian (Cauã Reymond) acabou batendo o carro de um cliente e ficou com o prejuízo. No dia seguinte, a situação ficou ainda pior com a demissão do emprego oficial. O chefe dele, que havia indicado para o bico, ficou decepcionado. Sem grana para nada, o personagem ficou sem luz em casa e até precisou tomar banho de caneca.

Como se toda a desgraça fosse pouca, Christian (Cauã Reymond) foi abordado por traficantes e acabou topando fazer um serviço para eles. A missão era levar uma mochila cheia de cocaína para outro bairro. Cansado depois de virar algumas noites seguidas, ele dormiu no ônibus e teve sua encomenda roubada. Agora, o personagem deve R$ 50 mil aos traficantes e precisa fugir para não morrer.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos