Em época de eleições, Cauã Reymond fala de política e detona governo

Cauã Reymond produz e estrela
Cauã Reymond produz e estrela "A Viagem de Pedro". (Foto: Divulgação/Vitrine Filmes)

Cauã Reymond não citou nomes, mas se posicionou na hora de falar sobre política e fez críticas ao atual governo do presidente Jair Messias Bolsonaro (PL).

O ator afirmou que a atual administração é um "flerte com a tirania", e desejou um futuro melhor para o país. "Às vésperas de uma eleição sensível, após um governo que tanto flertou com a tirania, estamos à beira de decidir se iremos ou não mudar os rumos do país e apostar em uma nova liberdade. Nosso filme propõe uma reflexão sobre quem o Brasil tem chamado de herói da pátria", disse ele para a revista "29 Horas".

Cauã menciona o filme "A Viagem de Pedro", no qual interpreta Dom Pedro I sob a direção de Laís Bodanzky. "Nossa ideia era desnudá-lo de qualquer sacralidade ou reverência. No longa, Pedro é humano, e apenas isso", afirmou o ator.

Mais detalhes

Com uma vida sexual bastante ativa retratada no filme, como o romance com Domitila de Castro, sua amante, a famosa Marquesa de Santos, Dom Pedro registrou uma dezena de filhos, inclusive os fora do casamento com a Imperatriz Leopoldina. No longa, isso contrasta com os problemas de saúde do imperador:

— Um Dom Pedro totalmente frágil, com elementos que a gente traz: a sífilis, a epilepsia, que leva ele à questão da impotência sexual — narrou o protagonista, que aparece nu em algumas cenas, inclusive frontalmente, ao ser examinado por um médico. O personagem histórico chega a questionar como conseguirá vencer a disputa pelo trono com "pau mole".

*Com informações do jornal "Extra".