Em entrevista, Toni Kroos afirma: 'Não sei se aconselharia um jogador a se declarar homossexual'

Em entrevista à revista alemã 'CQ', o meio-campista Toni Kroos, do Real Madrid, afirmou que não sabe se aconselharia um jogador em atividade a se declarar homossexual, pois o atleta poderia sofrer preconceito no ambiente do futebol. Apesar de defender a liberdade, ele reiterou que durante as partidas são utilizadas palavras que poderiam insultar ou menosprezar uma pessoa assumidamente homossexual.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

- Meu senso comum diz que todo mundo deveria viver em plena liberdade, sem qualquer dúvida. Mas não sei se aconselharia um jogador em atividade a se declarar homossexual. No campo, se utiliza certas palavras, levando em conta as emoções que se vive ali, e nas arquibancadas, que eu não poderia assegurar que ele não se sentisse insultado ou menosprezado - afirmou o atleta do Real Madrid.

Leia também:

Além disso, Kross comentou que o ambiente do futebol não deveria ser dessa forma, mas que é complicado esperar uma mudança radical da modalidade no momento. Na entrevistas, ele também ressaltou que pretende encerrar carreira no Real Madrid e que não se vê como treinador no futuro.

- Não deveria ser o caso. Tenho certeza que o jogador que decidisse dar este passo contaria com o apoio de muitos lados. Mas duvido que seja o caso no campo ou da torcida rival. Cada jogador tem que decidir por si mesmo, se considera uma vantagem ou desvantagem. Mas ainda acredito que, nos dias de hoje, só teria desvantagens - completou.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.