Em Brasília, mulher cospe na mão e passa em produtos de livraria

Gabriel Shinohara
Shopping Conjunto Nacional em Brasília - Foto: Reprodução/Facebook

Na última sexta-feira, duas mulheres denunciaram ter visto uma idosa tirando a máscara, cuspindo na própria mão e passando nos produtos de uma livraria no shopping Conjunto Nacional em Brasília. A informação foi divulgada pelo jornal “Correio Braziliense”.

Segundo as mulheres, a idosa primeiro tossiu na mão e passou em canetas do mostruário. Em seguida, foi para outra seção da loja, cuspiu na própria mão e passou nos livros. Segundo uma delas, a idosa ainda fez a mesma coisa em um dos teclados dos computadores da livraria.

Leia também

Elas relataram que avisaram os funcionários da loja, que imediatamente limparam os locais possivelmente contaminados.

Procurado, o shopping disse que tomou conhecimento do ocorrido e está tentando identificar a idosa. Além disso, afirmou que a equipe de segurança está preparada caso algo dessa natureza volte a se repetir.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Eles ressaltam ainda que as áreas que são muito tocadas são higienizadas a cada três horas e há uma “desinfecção profunda” diária de todos os equipamentos.

No Distrito Federal, o funcionamento dos shoppings está liberado, com algumas restrições, desde o dia 27 de maio. Os centros comerciais estão abertos em horários reduzidos e precisam verificar a temperatura de todos os clientes para reduzir os riscos de contaminação pelo coronavírus. Além disso, as lojas devem disponibilizar álcool gel e máscaras para os funcionários.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário