Elon Musk nega planos de demissão em massa no Twitter

Elon Musk credit:Bang Showbiz
Elon Musk credit:Bang Showbiz

Elon Musk negou rumores de que estaria planejando promover uma onda de demissões no Twitter.

O homem mais rico do mundo anunciou a aquisição da plataforma de mídia social por U$ 44 bilhões no mês passado, mas descartou as alegações de que irá demitir funcionários ao assumir o controle da empresa.

Em resposta a um usuário do Twitter, o qual compartilhou a reportagem do jornal The New York Times sobre os supostos desligamentos, Musk escreveu: "Isso é falso".

As especulações vêm preocupando a equipe, pois em poucos dias à frente da rede, Musk já demitiu o presidente-executivo do Twitter, Parag Agrawal, o diretor financeiro Ned Segal e a chefe de assuntos jurídicos Vijaya Gadde.Para justificar os cortes, o bilionário acusou o trio de enganá-lo quanto ao número de contas falsas existentes na plataforma.

Os executivos receberam pagamentos indenizatórios que totalizam cerca de U$ 122 milhões.

De acordo com a reportagem do 'The New York Times', os supostos desligamentos - que afetariam mais de 7 mil funcionários - iriam ocorrer nesta terça-feira (01) - data de vencimento do programa de indenização do Twitter, o que poderia fazer com que a empresa evitasse pagamentos rescisórios aos demitidos.