Elon Musk incluiu comando de voz bizarro em Teslas: ‘abrir ânus’

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Tesla em um túnel da Boring Company. (Foto: Ethan Miller/Getty Images)
Tesla em um túnel da Boring Company. (Foto: Ethan Miller/Getty Images)
  • Telas possuem um comando de voz bizarro para abrir o porta-malas dos veículos.

  • Trata-se do comando "abrir ânus" e "fechar ânus" – ou "butthole", no original em inglês.

  • Musk é conhecido por adicionar "pegadinhas" em seus produtos.

Elon Musk, o bilionário dono da Tesla, já afirmou diversas vezes que os veículos elétricos de sua empresa são cheios de truques e “pegadinhas” escondidas.

Leia também:

Faz parte da “mística” envolvendo a compra de um carro da montadora mais valiosa do mundo, e uma das maiores investidoras em bitcoins do planeta.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Um desses segredos, recentemente descoberto por um proprietário de Tesla e divulgado no Twitter, é um comando de voz especial – e bizarro – para abrir e fechar o porta-malas do carro: “abrir ânus” e “fechar ânus”.

Na verdade, em inglês, o termo usado é “butt hole” – ou “buraco da bunda”, gíria usada pelos americanos para se referir ao ânus.

As informações são da Istoé Dinheiro.

Elon Musk

Elon Musk é hoje o segundo homem mais rico do planeta, com fortuna estimada em mais de US$ 160 bilhões. De origem sul-africana, ele fez fortuna nos Estados Unidos com negócios ligados a tecnologia – ele foi um dos responsáveis pelo sucesso do PayPal.

Nos últimos anos, vem investindo seu dinheiro em diferentes empresas: a Tesla, que fabrica carros elétricos, a SpaceX, que produz foguetes e tecnologia aeroespacial, a Boring Company, que cava túneis de transporte subterrâneos, e a Neuralink, que estuda implantes eletrônicos cerebrais.

Musk investe ainda na OpenAI, uma organização aberta que estuda inteligência artificial.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube