Elon Musk compra Twitter, mas não conseguirá evitar que perfil siga seus voos

·1 min de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O estudante Jack Sweeney, que possui uma conta no Twitter com mais de 200 mil seguidores que tuíta quando e onde o avião de Elon Musk decola ou pousa e a duração de cada viagem, não sabe se seu perfil será banido da rede social, agora com novo dono.

Segundo ele, caso a conta ElonJet desapareça, a "perseguição" não vai acabar. "Uma atualização sobre Elon Musk e a @ElonJet. Ainda não se sabe se Elon derrubaria o ElonJet se ele assumir o Twitter", diz o estudante.

"Caso eu esteja fora do Twitter por qualquer motivo, todo o meu rastreamento também estará no meu servidor Discord e em um canal no Telegram", comentou.

O estudante também afirma que o rastreamento poderá continuar a ser visto em perfis no Instagram e Facebook.

Em janeiro deste ano, o dono do perfil rejeitou receber US$ 5.000 (R$ 24 mil pela cotação atual) de Elon Musk para excluir a conta no Twitter. Segundo reportagem da CNN dos Estados Unidos, Musk entrou em contato com Jack Sweeney por meio de uma mensagem direta pedindo para que ele deletasse a conta para impedir que "pessoas malucas" rastreassem seus voos. "É um risco de segurança", afirmou o bilionário, que também é presidente da Tesla.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos