Elisa Lucinda fala após polêmica com padre Fábio de Melo, e afirma que não quis ofender

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·4 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*ARQUIVO* Celebridades 07.11.2016 - Um dos fenmenos de popularidade da Igreja Catlica, vendedor de discos e livros de sucesso, ele acaba de gravar um CD s com clssicos sertanejos. (Foto : Karime Xavier/Folhapress)
*ARQUIVO* Celebridades 07.11.2016 - Um dos fenmenos de popularidade da Igreja Catlica, vendedor de discos e livros de sucesso, ele acaba de gravar um CD s com clssicos sertanejos. (Foto : Karime Xavier/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A atriz, cantora e poetisa Elisa Lucinda, 63, publicou um vídeo em seu Instagram na noite desta quarta-feira (27) para se desculpar após a polêmica com seu comentário em uma publicação do padre Fábio de Melo, 50, no qual ela questionava o celibato do religioso.

"Gostaria de ter dito o que eu disse pessoalmente, porque eu queria levantar uma discussão sobre o celibato. Conheço muitos jovens nesse país e pessoas interessantíssimas que não querem exercer a vida católica devido ao celibato", começou a artista no vídeo.

"Quero dizer que essa fé não pode se antagonizar à sexualidade. Foi um jeito de falar isso, e como eu acho o Fábio bem moderno e, acho que falhei sem conversar com ele, mas entendi que poderia ser uma maneira de discutir isso", continuou.

Ela afirma que refletiu que talvez não tenha sido a melhor abordagem para o assunto, porque acabou passando uma imagem errada, de que ela estaria contra o religioso. "Não foi legal eu ter falado que não acreditava no celibato dele porque ficou parecendo que eu estava julgando uma coisa que eu não sei. Peço desculpas por isso", disse.

"Nós nos relacionamos como artistas, cidadãos e pensadores do mesmo tempo. Falamos muito nós dois hoje", comenta sobre a relação com Fábio de Melo. "Não foi uma postagem de ódio, nem intolerante", ressalta.

"Cresci na igreja católica, estudei em colégio de freira até entrar na faculdade", revela. "Esse dogma eu acho que exerce muita culpa na humanidade, a coisa do celibato em geral". Em seguida, ela explica que não pensava que o comentário fosse causar tanta repercussão.

"Acho que é hora de termos maturidade para discutir as coisas, não são sempre a ferro e fogo", pontua. "O próprio Fábio acha que é uma coisa legal de se conversar", comenta ela, que cita as atitudes mais contemporâneas do papa Francisco.

"Não quis ofender ninguém e já me desculpei com ele. Acho que fé e sexualidade não são antagônicos, um homem pleno de sua natureza também pode amar a Deus", completa no vídeo. "Deus é amor", finaliza a atriz na mensagem.

Nos comentários, fãs e seguidores apoiaram a artista e outros reprovaram o vídeo. "Te amo. Você jamais seria intolerante com um grupo majoritário. Uma contradição fundante", escreveu Ellen Oléria. "Você é incrível! A gente entendeu super", escreveu outra.

"É de uma grande ignorância sua fala... e ainda diria intolerante quanto a fé católica", rebateu uma internauta. "Ninguém é obrigado a ser padre. Discurso tolo o dela", disparou outra.

A polêmica começou quando Lucinda deixou dois comentários em uma foto do padre Fábio de Melo afirmando não acreditar no celibato do religioso. Lucinda deu sua opinião em uma publicação feita nesta terça-feira (26), no Instagram do padre.

"O frango de botas", brincou Fábio de Melo na legenda do registro. "Estou te achando muito 'boy' e sedutor. Sou contra o celibato. Com todo respeito que te tenho, não acredito no teu. E concordo", escreveu a poetisa.

"Não deveria ser preciso negar a própria natureza, ser celibatário para ser um padre. Não faz sentido para mim", completou nos comentários. A fala da atriz dividiu opiniões nos comentários da publicação, entre pessoas apoiando e desaprovando o que foi dito.

"Padre não pode ser estiloso, mulher? Escolhas de fé independem de charme, pensa aí, garotinha!", disparou uma. "Seu comentário mostra uma total falta de respeito, já que ele é um padre. Você está desacreditando de um juramento sagrado", escreveu outro.

"Verdade! Não é padre faz muito tempo... para alegria de umas...", apoiou outra seguidora. "Antes dele ser padre, ele é homem. Se veste como tal... passou a época dos padres vestirem preto e longo, ou todo fechado", escreveu outra.

Após a repercussão dos comentários, Lucinda se pronunciou novamente na foto. "Imagine, gente, não há ofensa em minhas palavras. Não considero sexo pecado. Acho um atraso da igreja tal rito", começou.

"Adélia Prado diz que ou tudo é bento, ou nada é bento. E acho que este antagonismo entre fé e sexo, afasta os jovens, principalmente", refletiu. "Não estou intolerante e sim crítica. Eu conheço muita gente que o acha atraente e não vejo nenhum erro nisso", completou nos comentários.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos