Elenco de Pantera Negra diz que filme mudou percepção sobre a África

Letitia Wright em Londres

LONDRES (Reuters) - Câmeras piscaram enquanto as estrelas da aguardada sequência de "Pantera Negra" da Marvel andavam pelo tapete vermelho na estreia de "Wakanda Para Sempre" em Londres.

Situado na terra africana fictícia de Wakanda, "Pantera Negra" se tornou um sucesso global e foi aclamado como um marco para a diversidade racial em Hollywood quando foi lançado em 2018.

Lançado pela Marvel, de propriedade da Disney, foi o primeiro filme de super-herói a apresentar um elenco predominantemente negro.

Para os membros do elenco de "Wakanda Para Sempre", o longa-metragem da Marvel teve um impacto positivo nas percepções do continente.

"Abraçar a diversidade que é a cultura africana fez com que outras pessoas também abraçassem suas culturas indígenas", disse a atriz queniana Lupita Nyong'o, que interpreta Nakia, uma das personagens principais.

"Estamos celebrando nossa cultura, estamos celebrando de onde viemos de uma maneira extremamente inclusiva", afirmou ela.

"Pantera Negra" foi o filme de maior bilheteria de 2018 nos Estados Unidos e Canadá, e o segundo maior em todo o mundo, com 1,3 bilhão de dólares em vendas de ingressos.

"Eu precisava desse filme quando criança porque não há tantos modelos", disse Florence Kasumba, que estrela o filme, na estreia na noite de quinta-feira.

Para Ayodeji Aiyesimoju, professor de estudos de mídia na Universidade Joseph Ayo Babalola, na Nigéria, o filme marcou um ponto de virada na história negra e contestou alguns estereótipos sobre a África.

"Isso abriu conversas para perguntas. As pessoas estavam genuinamente interessadas em saber sobre o continente", disse ele em entrevista.

Outros foram menos positivos.

Em vez de apoiar a indústria cinematográfica africana, "Pantera Negra" foi apenas mais uma exploração da África por ocidentais para lucrar com sua própria versão idealizada dela, disse um membro da indústria cinematográfica nigeriana.

"Mas você tem que entender que foi a África que impactou o Pantera Negra", disse a atriz zimbabuense nascida nos Estados Unidos Danai Gurira, que interpreta a super-heróina Okoye em ambos os filmes.

"O papel que desempenho foi sobre olhar para o que a África era e trazer (isso) para o mundo."

(Reportagem de David Doyle e Sarah Mills)