Elenco de 'Eduardo e Mônica' fala sobre importância da Legião Urbana na CCXP

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - "Eduardo e Mônica", faixa do álbum "Dois", da Legião Urbana, verdadeiro clássico do rock nacional e tablatura indispensável em rodinhas de violão, vai virar filme. Escrita por Renato Russo, a letra narra uma história de amor improvável entre a festiva Mônica e o acanhado Eduardo, e é, de certo modo, o relato de muitos relacionamentos duradouros. Esta será a segunda narrativa musical da Legião a ganhar versão cinematográfica. A primeira foi "Faroeste Caboclo", que gerou o filme de mesmo nome em 2013. Dessa vez, o diretor René Sampaio decidiu adaptar a história para o cinema com Alice Braga e Gabriel Leone como protagonistas. Em entrevista no painel do filme na CCXP Worlds, os atores falaram sobre sua paixão pela Legião Urbana. "Tenho uma relação muito linda com a música 'Eduardo e Mônica', muito afetuosa. Eu era muito nova quando ouvi pela primeira vez e quem me colocou para ouvir foi o Jorge Furtado, um grande diretor e roteirista. Então já tenho um carinho por causa disso. Sempre acompanhei as músicas da Legião porque sou muito fã do Renato como poeta e escritor", declarou Alice Braga. Leone, por sua vez, contou que herdou dos pais o apreço pelas músicas da Legião: "Desde muito novo eu escuto Legião Urbana, sou muito fã. Eu digo que o Renato Russo é um dos meus poetas favoritos, além da banda inteira. Então, para mim foi muito especial poder dar vida a um personagem que saiu da cabeça, da alma do Renato." Para Alice, as diferenças entre o casal foram, naturalmente, a parte mais desafiadora de viver o papel de Mônica. "Tentamos muito fazer essa relação ser verdadeira, neste lugar de como um complementa o outro. De como a diferença entre eles é o que os potencializa, e não ser a ruptura entre eles. Acho que atualmente isso é muito importante. O filme vai ser lançado em um momento em que as pessoas estão precisando de um encontro assim." O diretor René Sampaio revelou que o filme recebeu diversas propostas para ir para o streaming, mas que a ideia é mesmo que seja lançado na tela grande. E explicou o motivo: "Primeiro: fizemos o filme pensando em ir para o cinema, então queremos lançar no cinema. Mas principalmente porque é um filme-evento, para você levar a família, para celebrar em conjunto, para ter uma catarse coletiva e feito para a tela grande. Acho que o filme merece a chance e o público merece a chance de ver o filme na tela grande." A CCXP Worlds: A Journey of Hope, primeira edição 100% digital do maior evento de cultura pop do Brasil, pode ser acessada com ingressos gratuitos e pacotes especiais, que dão direito a atrações e brindes exclusivos. As entradas estão disponíveis na plataforma ccxp.com.br.