Elenco de 'Guardiões da Galáxia' publica carta aberta em defesa de seu diretor

(Imagem: divulgação Disney)

Chris Pratt, Zoe Saldaña, Bradley Cooper, Vin Diesel e outros nomes principais do elenco de ‘Guardiões da Galáxia’ vieram a público nesta segunda-feira para defender o cineasta James Gunn, após o diretor ter sido demitido da direção do terceiro filme da franquia por conta de antigos posts no Twitter, nos quais fazia piadas com pedofilia, AIDS e racismo.

Falando pela primeira vez como uma unidade, dez dias após Gunn ter sido tirado do cargo pela Disney, os atores publicaram uma carta aberta nas redes sociais. “Cada um de nós espera poder trabalhar com nosso amigo James novamente no futuro. Sua história não acabou – não a longo prazo”, diz o texto assinado por Pratt, Saldaña, Cooper (que faz a voz do guaxinim Rocket), Diesel (voz de Groot), Dave Bautista, Karen Gillan, Sean Gunn, Michael Rooker e Pom Klementieff.

Leia a íntegra do comunicado abaixo:

“Aos nossos amigos e fãs.

Nós apoiamos totalmente James Gunn. Ficamos chocados com sua demissão abrupta na última semana e esperamos intencionalmente esses dez dias para que pudéssemos pensar, orar, ouvir e discutir. Durante este tempo, fomos encorajados pelo coro dos fãs e membros da mídia que também desejam ver Gunn como diretor do Volume 3, e desencorajados por aqueles que foram facilmente enganados pelas teorias da conspiração que o cercam.

Estar nos filmes dos “Guardiões da Galáxia” foi uma grande honra na vida de cada um de nós. Não podemos deixar que isso passe sem expressarmos nosso amor, apoio e gratidão a James. Não estamos aqui para defender as piadas dele, mas para compartilhar nossas experiências passando tantos anos no set com ele fazendo Guardiões 1 e 2. O personagem que ele mostrou no momento de sua demissão consiste com o que ele era todos os dias no set, e suas desculpas, de agora e de anos atrás, quando se lembrou desses momentos, acreditamos que seja de seu coração, um coração que todos conhecemos, confiamos e amamos. Ao escalar cada um de nós para ajuda-lo a contar a história de desajustados que encontram redenção, ele mudou nossas vidas para sempre. Acreditamos que o tema da redenção nunca foi mais relevante do que agora.

Cada um de nós espera poder trabalhar com nosso amigo James novamente no futuro. Sua história não acabou – não a longo prazo.

Há pouco espaço para considerações na corte da opinião pública. James com certeza não será a última pessoa boa a ser colocada em julgamento. Dada a crescente divisão política nesse país, é seguro dizer que casos como esse continuarão, embora esperamos que americanos fora do espectro político possam pegar leve com os assassinatos de personagens e parar de transformar mentalmente as massas em armas.

Esperamos que o que aconteceu possa servir de exemplo para que todos nós possamos entender a responsabilidade que temos com nós mesmos no que se refere ao uso de palavras escritas que são gravadas em pedras digitais; que nós como uma sociedade possamos aprender com essas experiência e, no futuro, pensar duas vezes sobre o que queremos falar; e também aprender essa capacidade de ajudar e curar ao invés de machucar o próximo. Obrigado por lerem nossas palavras.

Os Guardiões da Galáxia.”