Eleições 2020: saiba como baixar e usar o e-título

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Lançado em novembro de 2017, o aplicativo e-Título, que substitui a versão impressa do título de eleitor, ganhou novas atualizações e funcionalidades em 2020. A versão digital poderá ser utilizada no dia da votação, mas apenas pelos eleitores que já fizeram o recadastramento biométrico e possuem foto no aplicativo. Os demais devem apresentar documento de identidade com foto. Por ele, também será possível justificar a ausência.

Como baixar o e-Título:

Busque o aplicativo na PlayStore (smartphone Android) e na AppleStore (IOS) no celular ou no tablet;Baixe o aplicativo gratuitamente;Preencha as seguintes informações: nome completo, data de nascimento, tipo de documento (CPF ou título de eleitor), nome da mãe (se constar) e nome do pai (se constar);Responda ao questionário pessoal;Crie senha de seis dígitos;O e-Título está criado.

Leia também

Como usar o e-Título:

O título digital pode ser usado no dia da votação sem a necessidade de documento de identidade oficial com foto, desde que o eleitor já tenha feito o recadastramento biométrico e o aplicativo tenha foto;

O aplicativo também dá informações completas da zona e seção eleitorais e o local exato de votação do eleitor;

O e-Título terá opção de justificar a ausência do eleitor no dia da votação (das 7h às 17h) por meio do geolocalizador do celular, que venha comprovar que o mesmo esteja fora do domicílio eleitoral. Após a eleição, também poderá justificar a ausência por outros motivos ao anexar os documentos comprobatórios no próprio aplicativo;

O título digital substitui o título eleitoral impresso e dispensa a impressão de uma segunda via;Consulta de débitos: o eleitor pode emitir a guia de pagamento dos débitos mais comuns com a Justiça Eleitoral;O aplicativo permite que o eleitor se cadastre como mesário voluntário;

O eleitor poderá emitir pelo aplicativo as certidões de quitação eleitoral e de crimes eleitorais.

Da AGÊNCIA O GLOBO