“Ela é quem mais torce por mim”, diz Ana de Armas sobre Jamie Lee Curtis

Ana Reis
·2 minutos de leitura
Reprodução
Reprodução

Amamos ver mulheres se ajudando! Ana de Armas comentou à revista Flaunt que Jamie Lee Curtis (“Halloween”) dá bastante apoio a ela. Elas se conheceram e contracenaram juntas no longa “Entre Facas e Segredos”, de 2019, dirigido por Rian Johnson.

Ana, que agora está gravando o filme “Blonde”, no qual interpreta Marilyn Monroe, disse que Jamie ficou entusiasmada com sua transformação para viver uma das maiores atrizes de Hollywood.

“Ela é a pessoa que mais torce por mim. Eu mostrei a ela meu teste para Marilyn e, claro, eu estava com uma peruca aleatória que eles acharam e que não cabia em mim, uma maquiagem e um figurino mais ou menos, mas, mesmo assim, me vendo no papel desse jeito, ela ficou muito animada.”

“Blonde” é baseado no livro homônimo de Joyce Carol Oates e narra a vida interior de Monroe. Sobre a oportunidade de estar nesse papel grandioso, De Armas comentou:

“Não vou deixar ninguém nem nada me dizer que não posso sonhar em interpretar Marilyn Monroe … As coisas precisam mudar [na indústria], mas você tem que lutar ativamente para que mude também … você tem que apresentar sua versão do personagem de uma maneira diferente. Você tem que desafiar.”

Ana disse à revista que acabou se identificando com a protagonista de “Quanto Mais Quente Melhor (1959)” na questão de preferir privacidade à fama:

“É engraçado, porque, como ator, você faz o que faz e não pensa nas consequências do seu trabalho e, de repente, você está no centro das atenções e percebe: ‘Ah, isso não é o que eu queria!’ [Fama] para mim, não é a coisa mais empolgante do meu trabalho, nunca foi, de jeito nenhum. É apenas uma consequência do meu trabalho.

Toda aquela fama e exposição também foram o pior pesadelo [de Marilyn] e cresceu em mim muita empatia por ela e pelo que ela estava passando. Foi um período muito intenso para ela.”

“Blonde” ainda não tem previsão de estreia.