Efeito 'Stranger Things'? Música dos anos 80 toca em série e dispara no Spotify

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A estreia do primeiro volume da 4ª temporada de "Stranger Things" (Netflix) está movimentando as redes sociais desde sexta-feira (27), quando os sete episódios chegaram à plataforma de streaming. Além de comentar sobre o rumo da história, os fãs também estão aproveitando a trilha sonora da série e chegaram a colocar uma música dos anos 1980 na lista das mais ouvidas do Spotify.

A música "Running Up That Hill" apareceu pela primeira vez no ranking Spotify Global na posição 106. A canção de Kate Bush foi lançada em 1985 e já tem mais de 2 milhões de streams na plataforma. Nesta segunda-feira (30), apenas três dias após o lançamento da série, a faixa aparece na 13ª posição da lista, superando "Matilda", de Harry Styles.

A canção aparece logo nos primeiros episódios da 4ª temporada da série de sucesso, como música tema da personagem Max Mayfield, interpretada por Sadie Sink, 20. A jovem ouve a música em seu aparelho walkman enquanto anda pelos corredores da escola.

O vídeo clipe oficial da música foi publicado no YouTube no ano de 2011. Agora, a produção conta com mais de 43 milhões de visualizações. "'Stranger Things' me trouxe aqui! A música ficou ótima na cena da Max. A série nos dá a oportunidade de ouvir e conhecer boas músicas", escreveu um internauta. "Essa música está na minha cabeça, chorei durante a cena da Max", disse outro.

Em 2021, a Netflix divulgou o título de nove episódios da temporada, sendo eles: "O Clube Hellfire", "A Maldição de Vecna", "O Monstro e a Super-Heroína", "Querido Billy", "Projeto Nina", "Mergulho", "O Massacre no Laboratório de Hawkins" --já disponíveis no streaming--, "Papai" e "O Plano de Onze". Os dois últimos episódios chegam no dia 1º de junho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos