Após sofrer pressão de governadores, Pazuello diz que estados poderão começar vacinação nesta segunda

·1 minuto de leitura
Foto: MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images
Foto: MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, deu início oficialmente à distribuição das quase seis milhões de doses da Coronovac, vacina do Instituto Butantan, na manhã desta segunda-feira (18), em Guarulhos, na Grande São Paulo.

Após sofrer pressão dos governadores, o ministro afirmou que todas as doses serão enviadas nesta segunda e que os estados estão liberados a começar a vacinar já nesta segunda, a partir das 17h. Neste domingo (17), Pazuello chegou a anunciar a vacinação para a próxima quarta-feira (20), data que desagradou os chefes estaduais.

Leia também

Ainda no evento em Guarulhos, ao lado dos governadores, o ministro da Saúde prestou solidariedade às vítimas da pandemia do novo coronavírus no país, que já vitimou quase 210 mil pessoas no Brasil.

"A todas as famílias das vítimas, recebam a nossa solidariedade, é muito difícil perder alguém que amamos. Está dado o primeiro passo para a maior campanha de vacinação do mundo", afirmou o ministro.

Aviões da Força Área Brasileira (FAB) e caminhões equipados com refrigeração serão utilizados no processo de distribuição. Companhias aéreas também ajudarão no transporte gratuito das doses para todos os estados.

Após o governo federal dividir as doses, as gestões estaduais terão o desafio de levar as vacinas até os municípios. O Ministério da Defesa deve ajudar na logística em todo o país.

Os primeiros voos sairão de São Paulo, primeiramente para o Distrito Federal e para as capitais de 10 estados: Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Piauí, Rondônia, Roraima e Santa Catarina.