Mais uma editora francesa suspende vende de livros do autor Gabriel Matzneff

O escritor Gabriel Matzneff

A editora francesa Léo Scheer anunciou nesta quarta-feira (8) que não venderá mais edições do diário do escritor Gabriel Matzneff, intitulado "Les Carnets Noirs 2007-2008" e da polêmica obra "Os menores de 16 anos", após a abertura de uma investigação sobre o autor manter relações com menores de idade.

Na última terça-feira (07), outras duas editoras, a Gallimard e a Table Ronde, tinham anunciado a suspensão das vendas das obras de Matzneff. Quanto aos livros do escritor que ainda estejam nas prateleiras das livrarias, serão retirados em breve.

Essa decisão acontece após a abertura de uma investigação sobre pedofilia, iniciada depois da publicação do livro "Le Consentment" (em português "O Consentimento"), da autora Vanessa Springora. Na obra, Springora acusa o escritor de 83 anos de ter mantido relações com menores de 15 anos.

Em "Le Consentment", a autora ainda acusa Matzneff de tê-la seduzido há mais de 30 anos, quando ela tinha 14 anos e ele cerca de 50 anos, e detalha o peso que essa experiência teve em sua vida, culminando em uma depressão.

"O relato de sofrimento contado por Vanessa Springora na obra 'Le Consentment' faz-se ouvir uma voz cuja força justifica essa decisão fora do comum", comunicou a editora Gallimard.

A editora publicava obras de Matzneff desde 1990.