É normal: medo de intimidade pode ser uma das consequências da pandemia?

Fernando Rocha e o psicanalista e professor titular da USP, Christian Dunker, conversam no ‘É Normal?’ de casa desta semana sobre novo normal após a pandemia do novo coronavírus. O profissional opina que o impacto deste cenário vai ser diferente em cada região do país, assim como vai ser diferente o jeito de lidar com as consequências desta crise.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“Isso vai ficar nas nossas crianças. Esperemos que consigamos protegê-las um pouco do efeito colateral disso que é o efeito colateral que é o horror à mistura, horror ao outro que pode ser um transmissor em potencial, o medo de que o contato seja uma fonte de transmissão do vírus”, explica o professor.

Leia também

Ele ainda diz o que vai ser necessário para conter o medo no cenário pós-pandemia. “Isso tudo vai exigir um trabalho de educação e reeducação da relação com nossos próprios corpos, da relação com os corpos dos outros, e, portanto, de transformação na intimidade”, diz Dunker.