E “Malhação” deu a volta por cima

Isabella Santoni e Rafael Vitti, o “Casal Perina” (Foto: divulgação/Globo)

Há cerca de um ano escrevi aqui sobre a estreia de “Malhação: Sonhos”. Na época, discorri sobre o desafio da nova temporada, que era recuperar o prestígio e audiência da novela teen. Pois bem, nessa sexta, 14, a temporada chegou ao fim com saldo para lá de positivo.

“Malhação Sonhos” teve uma boa média de audiência: cerca de 20 pontos. E chegou até a bater a novela do horário nobre, “Babilônia”, em determinado momento (bom, vamos combinar que isso também não chega a ser um feito tão complicado…). Trata-se de uma reviravolta e tanto para um programa que há pouco tempo parecia estar fadado a ganhar um ponto final em sua história.

E a volta por cima acontece justamente no ano em que a série completa duas décadas. “Malhação” teve seu auge nos anos 1990 e a partir de meados dos anos 2000 foi perdendo força. Uma porção de mudanças ocorreram na série – do ambiente à forma de condução da trama. Nada dava muito certo, porém.

A chegada dos autores Rosana Svartman e Paulo Halm trouxe mais mudanças ao folhetim juvenil. Mas dessa vez a coisa engrenou. Com um elenco afinado e tendo como pano de fundo uma academia de artes marciais, “Malhação” ganhou mais dinamismo.

Um dos grandes trunfos foi o casal Pedro e Karina, interpretado por Rafael Vitti e Isabella Santoni. Apelidado de “Casal Perina” a dupla ganhou fã-clubes e se transformou em assunto predileto das redes sociais. Outro ponto a favor foi a maior interatividade com os espectadores, que podiam criar histórias paralelas e escolher músicas e clipes.

Leia também:

O novo programa de Xuxa vai fazer sucesso?

“Chiquititas” rende mais de R$ 20 milhões para o SBT

Com o nome de “Malhação: Seu Lugar no Mundo”, a próxima temporada tem início na próxima segunda-feira. Trará, além de nova trama, um novo time de atores. E tem um desafio e tanto pela frente: manter o pique e a audiência da antecessora.

No twitter: @telaplena