"É hora de curar o povo americano", diz Biden no primeiro discurso como presidente eleito

Luiz Anversa
·1 minuto de leitura
US President-elect Joe Biden delivers remarks in Wilmington, Delaware, on November 7, 2020, after being declared the winner of the US presidential election. (Photo by Andrew Harnik / POOL / AFP) (Photo by ANDREW HARNIK/POOL/AFP via Getty Images)
Sobre a atual polarização no país, Biden foi enfático: “Precisamos parar de tratar um ao outro como inimigo (Getty Images)

“O povo dessa nação falou. Nos deram uma vitória clara, uma maioria jamais antes vista, 74 milhões de votos”. Foi assim que Joe Biden, o 46º presidente dos Estados Unidos, começou seu discurso da vitória.

“É uma situação de humildade para mim. Virei para unir, não dividir. Trabalharei para ganhar a confiança de todos vocês, inclusive aqueles que votaram no presidente Trump. Minha ambição é restaurar o espírito da América e que o pais seja respeitado novamente. É a tarefa do nosso tempo”, disse.

Sobre a atual polarização no país, Biden foi enfático: “Precisamos parar de tratar um ao outro como inimigo. É hora de curar o povo americano", arrancando buzinaços daqueles que acompanhavam seu discurso num estacionamento.

O democrata anunciou que logo em janeiro apresentará um plano, com o auxílio de um comitê científico, para combater a pandemia do coronavírus. “Esse é o nosso principal problema no momento e nosso primeiro trabalho”, falou.

Biden lembrou da chapa histórica que formou. “Terei a honra de atuar com uma excelente vice-presidente, Kamala Harris, que faz história ao ser eleita como a primeira mulher para o posto”, disse.

“Precisamos restaurar a alma dos Estados Unidos. Seremos um farol para o mundo. Não pelo nosso poder, mas pelo poder de nosso exemplo”, finalizou.