Bolsonaro fala de recorde de mortes: "E daí? Quer que eu faça o quê?"

Bolsonaro durante pronunciamento no dia 24 de abril (EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

Após o Ministério da Saúde anunciar um novo recorde de mortes registradas por coronavírus em 24 horas, com 474 óbitos, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que lamenta, mas que não tem o que fazer.

Ao ser perguntado sobre os números, Bolsonaro respondeu "E daí? Lamento. Quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagre​", antes de dizer que cabe ao ministro da Saúde, Nelson Teich, uma explicação.

Leia também:

Ainda durante a fala na chegada ao Palácio do Alvorada, o presidente disse que solidariza com as famílias que perderam pessoas. “Lamento a situação que nós atravessamos com o vírus. Nos solidarizamos com as famílias que perderam seus entes queridos, que a grande parte eram pessoas idosas”, afirmou.

O Brasil chegou nesta terça (28) a 5.017 mortes por Covid-19 e 71.886 casos confirmados, de acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Saúde. O país passou a ser o 9º com mais mortes no mundo, ultrapassando a China, e fica em 11º lugar no ranking de pessoas infectadas.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.