É certo fazer jejum? Nutricionista explica após Mayra Cardi adotar a prática por 7 dias

Bárbara Saryne
·2 minuto de leitura
A influenciadora causou polêmica após 7 dias de jejum (Foto: Reprodução/Instagram)
A influenciadora causou polêmica após 7 dias de jejum (Foto: Reprodução/Instagram)

Fazer jejum faz bem ou mal para a saúde? Mayra Cardi levantou essa dúvida em milhares de seguidores após 7 dias da prática enquanto postava fotos exibindo seu corpo magérrimo nos Stories do Instagram. Alguns internautas ficaram revoltados com as postagens e alertaram a coach sobre o perigo de influenciar pessoas a fazerem o mesmo.

Nesta quarta-feira (28), Mayra publicou um vídeo rebatendo as críticas. Ela cita artigos científicos, garante que não fez jejum para emagrecer e lista benefícios da prática. O que fez Mayra parar de comer não ficou esclarecido. Para "melhorar a saúde" é amplo. Religião? Algum objetivo clínico? A resposta faria toda diferença. 

Leia também

Em entrevista ao Yahoo, a nutricionista funcional Daniella Barbosa explica que o jejum, de fato, é utilizado em tratamentos e não está necessariamente ligado ao emagrecimento. Quando recomendado por médicos e com objetivos específicos, o jejum deve ser supervisionado, seguido de protocolos que determinam os intervalos entre as refeições.

"Gosto bastante de aplicar jejum intermitente. Melhora a sensibilidade à insulina, aumenta a resistência do corpo ao estresse e longevidade", diz a especialista, que trabalha com jejum de até 24 horas em casos específicos. "Gosto dos resultados metabólicos. Importante frisar que o jejum não é necessariamente feito junto com restrição de calorias", completa.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Da mesma forma que o jejum pode fazer bem, como explica a nutricionista, o efeito pode ser contrário quando feito sem responsabilidade e orientação. Aí está o perigo de ser influenciado nas redes sociais sem entender o que levou Mayra a adotar a prática. O que foi sugerido para a coach certamente não será para todos os seus 6 milhões de seguidores.

"Não uso essa estratégia em pacientes com distúrbios alimentares para não desencadear nenhuma crise", diz Daniella. "É importante que no período alimentado a pessoa opte por uma dieta equilibrada, de acordo com o seu objetivo. A pessoa tem que fazer o jejum com um propósito", completa, reforçando que a prática deve ser feita apenas com orientação.

Após as críticas, Mayra Cardi afirmou que suas postagens não foram feitas com a intenção de incentivar outras pessoas a fazerem o mesmo. O que falta é entender o significado da palavra influenciador, algo que ela mesma diz que é e os números estão aí para provar.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.