Dwayne Johnson lamenta saída de Henry Cavill e dá esperança aos fãs: "Adão Negro pode ser utilizado no futuro do DCU"

Warner Bros.
Warner Bros.

Durante a cerimônia do Oscar 2023, ocorrida na noite de domingo (12), Dwayne Johnson, protagonista de Adão Negro, levou um momento no tapete vermelho - que este ano teve outra cor - para refletir sobre a reformulação vivida pelo DCU.

Através de uma conversa com a Variety, The Rock foi perguntado sobre a polêmica saída de Henry Cavill do multiverso da companhia, lamentando a forma com que o astro foi ignorado pelos mais novos diretores da DC Films, Peter Safran e James Gunn.

“Tudo o que posso fazer, e tudo o que podíamos fazer quando estávamos rodando Adão Negro era dar o nosso melhor, nos cercar das melhores pessoas e entregar o melhor filme que pudéssemos. Nossa pontuação de audiência estava na casa dos 90. Então, os críticos nos acertaram algumas vezes, mas isso é apenas negócio”, colocou o ator.

Ele ainda acrescenta:

“É quase como você ter um time de futebol americano profissional e seu quarterback [uma das mais importantes posições do time] ganha campeonatos; e seu técnico também ganha ganha campeonatos; e então um novo dono chega e diz: 'Não ficarei com o treinador e nem com o quarterback. Contratarei novos nomes.'"

A referência de Johnson vai de encontro à movimentação de Gunn e Safran, que fizeram a limpa no antigo DCEU planejado por Zack Snyder e apresentaram uma nova arquitetura para o multiverso do estúdio. Nos próximos anos, títulos como Superman: Legacy, Batman: The Brave and the Bold e mais entrarão em produção, em uma grande reforma do cinema da DC.

“James Gunn e eu entramos em contato, e Adão Negro não estará em seu primeiro capítulo da narrativa”, afirmou Dwayne aos fãs em dezembro passado. “No entanto, a DC e a Seven Bucks concordaram em continuar explorando as melhores maneiras para que Adão Negro possa ser utilizado no futuro do DCU”, completou.

Para quem não acompanhou o imbróglio, após o fim de semana de estreia de Adão Negro, Henry Cavill anunciou publicamente seu retorno como Superman nas redes sociais. Dois meses depois, Gunn veio a público informar que o astro, na verdade, não seria mais o Superman da companhia, pois um novo filme do Homem de Aço já estava sendo escrito. Tal produção, chamada Superman: Legacy, está agendada para ser lançada em 2025.

Leia o artigo em AdoroCinema

Ator de The Last of Us revela qual herói da DC gostaria de interpretar; você se lembra que ele já foi vilão?

O subestimado filme da DC que inspirou Christopher Nolan está disponível no Prime Video

Constantine 2: Keanu Reeves afirma não saber se filme da DC realmente acontecerá

"Parece que foi perda de tempo!", fala produtor das séries mais famosas da DC