Dura resposta da Rainha à "birra da tiara" de Meghan é revelada

·4 min de leitura
A tiara Queen Mary foi supostamente a segunda escolha de Meghan. (Jonathan Brady / Pool via Reuters)
A tiara Queen Mary foi supostamente a segunda escolha de Meghan. (Jonathan Brady / Pool via Reuters)

Impulsividade definitivamente não é uma característica da Rainha. Por décadas, a monarca conteve suas palavras e manteve o silêncio sobre suas ideias, mesmo quando provocada ao extremo.

Mas quando o assunto é o casamento de seu neto, o Príncipe Harry, com Meghan Markle, a Rainha escolheu com cuidado as palavras que daria a ele. Pelo menos, é o que afirma o biógrafo real Andrew Morton, autor do livro bombástico "Diana: sua verdadeira história" e do recente "Meghan: a princesa de Hollywood que conquistou a Inglaterra".

Leia também

Segundo o autor, o comportamento arrogante de Harry e Meghan durante os preparativos de seu casamento em 2018 começou a ser um teste de paciência aos funcionários do palácio.

Uma desavença com a Duquesa de Cambridge ficou bastante conhecida, supostamente devido à cobertura das pernas das damas de honra (Meghan queria pernas descobertas, enquanto Kate, cuja filha, Princesa Charlotte, era uma das cinco damas de honra, dizia que o protocolo real exigia cobri-las).

Na entrevista de Meghan a Oprah Winfrey, em março, ela relatou que Kate "a fez chorar" e acrescentou que perdoou sua cunhada, tendo inclusive enviado flores a ela.

Mas, de acordo com os funcionários do palácio, que depois viriam a acusar Meghan de praticar "bullying", não foi bem assim que as coisas aconteceram. Na versão deles, foi Kate quem foi aos prantos.

Agora, novos capítulos no livro de Morton revelam as palavras que supostamente a Rainha teria usado para repreender Harry.

Parece que Meghan ganhou essa discussão ... (Jane Barlow / AFP via Getty Images)
Parece que Meghan ganhou essa discussão ... (Jane Barlow / AFP via Getty Images)

"Em novembro de 2018, alguns dias depois do casal voltar de sua bem-sucedida viagem real, o jornal The Times relatou que Meghan criou a 'birra da tiara' pouco antes do seu casamento, porque a tiara que ela queria usar não estava disponível", disse ele.

Em vez de ceder ao pedido de Harry pela tiara que Meghan queria, acrescenta Morton, a Rainha respondeu: "Ela vai receber a tiara que eu der a ela."

A estilista da Rainha, Angela Kelly, que supervisiona as joias reais, também disse a Harry que não era possível usar a tiara que Meghan queria devido a diversos protocolos de segurança.

Princess Eugenie in the tiara Meghan allegedly wanted. (Danny Lawson/Pool via Reuters)
Princess Eugenie in the tiara Meghan allegedly wanted. (Danny Lawson/Pool via Reuters)

Segundo relatos, Harry ficou "irado" com a repreensão e disse as palavras imortalizadas: "Tudo o que Meghan quiser, Meghan tem que receber" para "quem quisesse ouvir". Podemos supor que essa ordem não valia para Sua Majestade.

De acordo com a tradição, as mulheres da família real não podem vestir uma tiara até o dia do casamento, e só na véspera do casamento, em 19 de maio de 2018, foi confirmada a escolha final pela tiara que pertenceu à Rainha Mary, da coleção de Sua Majestade.

A Rainha Mary encomendou o acessório em 1932 para prender um broche que ganhou no dia de seu casamento. Ela deixou a tiara para a neta, a atual Rainha, em seu testamento.

A Rainha também emprestou um diamante para Meghan, para colocar no meio da coroa de diamantes na frente da tiara.

Harry está pensando em tiara-gate? (Max Mumby / Indigo / Getty Images)
Harry está pensando em tiara-gate? (Max Mumby / Indigo / Getty Images)

Na locução para a exposição do enxoval em Windsor, em 2019, Meghan disse: "Em relação à tiara, no dia eu tive muita sorte de poder escolher essa linda tiara de fita estilo Art Déco.

"Eu e Harry tínhamos ido ao Palácio de Buckingham para nos encontrarmos com Sua Majestade, a Rainha, e escolher uma das opções, e foi um dia incrivelmente surreal, como se imaginaria.

"Quando experimentamos, esta foi a que se destacou. Acho a tiara simplesmente perfeita, era tão limpa e simples e, naquele momento, acho que era uma extensão do que Clare (a designer-chefe da Givenchy) e eu estávamos tentando fazer com o vestido: criar algo absolutamente atemporal, mas que ainda assim parecesse moderno."

Nessa fala, Meghan não dá nenhum indício de que a tiara usada com o vestido coluna Givenchy não teria sido a primeira opção.

De acordo com o biógrafo Omid Scobie, coautor da biografia de Harry e Meghan, "Encontrando a liberdade", aprovada pelo casal, a primeira escolha da duquesa teria sido a tiara Greville Emerald Kokoshnik.

A Rainha recusou o pedido e, seis meses depois, a Princesa Eugenie, filha do Príncipe Andrew e de Sarah Ferguson, usou o acessório no seu casamento com Jack Brooksbank.

A reação de Meghan não foi gravada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos