Duda Reis relembra sofrimento com bulimia e anorexia na adolescência: "Me olhava no espelho e me achava acima do peso"

Maria Eduarda "Duda" Reis é bem mais do que um rostinho bonito e ela deixou isso claro em uma conversa recente com o Yahoo. Apesar de ser constantemente elogiada por sua aparência e garantir que isso é essencial em seu trabalho como atriz e modelo, ela diz que o segredo do sucesso na profissão e nas redes sociais é outro.

"Não dá pra ser só um rostinho bonito, tem que ter conteúdo. Sejam autênticas! Autenticidade é o que eu mais busco ser e ter na minha vida", garante.

Leia mais

Duda também está ciente de seus privilégios por ser uma jovem branca de classe média alta, e apesar das facilidades que isso garante em alguns momentos, não impede que ela também sofra com a pressão estética.

"Por mais que eu tenha nascido com estes privilégios que foram impostos, eu sou humana também. Não é sempre que eu estou maravilhosamente bem, não é sempre que estou 100% confiante. Já tive muitas questões de distúrbio de imagem, por causa de pressão de rede social", relembra ela, e conta que hoje em dia lida melhor com isso e entende que está tudo bem não estar bem o tempo todo.

Mas nem sempre foi assim. Duda lembra que já sofreu muito com dismorfofobia, que a levou a um quadro de anorexia e bulimia na adolescência. "Eu me olhava no espelho e me achava muito acima do peso, só que eu estava muito abaixo. Estava doente mesmo".

Ela não faz segredo sobre o que a ajudou a sair deste momento sombrio. "Fiz muita terapia, me cuidei". Até hoje, Duda exalta os médicos que ajudam quem precisa, como ela. "É muito importante ter médicos, profissionais que tenham essa consciência, porque senão você vai entrando nessa loucura e nem se reconhece mais", completa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos