Drauzio Varella se pronuncia sobre crime de detenta: “Peço desculpas”

Drauzio Varella usou as redes sociais para responder ao público (Globo/Ramón Vasconcelos)

Drauzio Varella usou suas redes sociais para se explicar sobre a reviravolta que o caso envolvendo a transexual Suzy de Oliveira. Após uma onda de empatia causada pela reportagem exibida pelo ‘Fantástico’ no dia 1º de março, o público começou a criticar o médico e a emissora após o crime cometido por ela ser divulgado.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

“No último domingo foi revelado para o país, inclusive para mim mesmo, o crime cometido por uma das entrevistadas na matéria que apresentei no ‘Fantástico’ em 1º de março. É um crime que choca a todos nós. Fui sincero ao dizer que não entrei na cadeia como juiz e sim como médico”, comentou em referência ao comunicado que emitiu no último domingo (8).

Leia também

Conhecido de longa data de todo o público, o médico explicou o que quis dizer no texto endossado pela TV Globo. “Ser médico orienta o meu olhar em todas as situações, não só quando estou atendendo pacientes. Faço isso a mais de 50 anos seja nos consultórios, cadeias, livros que escrevi, televisão, jornais e internet”, avisa.

O médico ainda relatou que entendeu a revolta do público. “Posso imaginar a dor e peço desculpas para a família do menino que foi involuntariamente envolvida no caso. Na matéria em questão o foco era mostrar as condições em que vivem as transexuais presas. As estatísticas oficias indicam que a imensa maioria delas está presa por roubo e furto. A maneira pela qual Suzy foi apresentada deu a entender que ela fazia parte desse grupo majoritário. Por isso entendo a frustração de quem se decepcionou comigo”, afirmou

Mas ele fez questão de explicar que a medicina é orgânica no seu dia a dia. “Ali aconteceu o seguinte: terminei a entrevista, que foi longa, e ela ficou de cabeça baixa quando perguntei há quanto tempo ela não recebia visitas. Quando disse “solidão, né minha filha”, ela se virou para mim com um olhar tão triste que me comoveu e dei um abraço nela. Para quem acha que errei, desculpa, mas este é om eu jeito. Lamento, mas assumo totalmente a responsabilidade pela repercussão negativa que o caso teve”, concluiu.

 Siga o Yahoo Vida e Estilo noInstagram,FacebookeTwittereaproveite para se logare deixar aqui abaixo o seu comentário.