Dos Sex Pistols aos Simpsons: Elizabeth II e a cultura popular

Desde a banda punk Sex Pistols ao desenho animado "Os Simpsons", passando pela Netflix e os filmes de James Bond, a inconfundível imagem da rainha Elizabeth II foi usada na cultura popular durante todo seu reinado.

Alguns o fizeram com carinho, outros nem tanto, mas a onipresença da monarca na arte, música e cinema são provas de sua importância no imaginário popular.

- God Save The Queen -

A capa do single do Sex Pistols de 1977 "God Save The Queen", com o rosto da jovem rainha, cujos olhos e boca estão escondidos pelos nomes da banda e seu hit, é uma das imagens mais conhecidas do movimento punk... mas também de Elizabeth II.

O autor da capa, o artista britânico Jamie Reid, também criou uma versão em que o rosto da monarca aparece com um alfinete no lábio e suásticas em vez de pupilas.

Muitas outras canções foram escritas sobre a rainha, como "Elizabeth My Dear" (1989) do grupo de rock alternativo The Stone Roses. Na canção, os músicos afirmam que "não descansarão até que ela perca seu trono".

Em 2005, o grupo britânico de música eletrônica Basement Jaxx apresentou uma monarca selvagem que saía à noite por Londres, visitava um clube de striptease e até brigava no clipe de "You Do Not Know Me".

- Retratos -

Elizabeth II posou para mais de 175 retratos durante seu reinado. Artistas como Cecil Beaton, Lucien Freud e Annie Leibovitz a retrataram em seus vestidos mais elegantes, no trabalho ou com a família.

Mas os retratos mais famosos são, sem dúvida, os feitos pelo rei do "pop art", o americano Andy Warhol, em 1985, como parte de uma série sobre mulheres de grande influência.

O artista usou uma fotografia oficial da rainha que ele personalizou, como também fez com Marilyn Monroe.

- Cinema e televisão -

Inconfundível pelo sofisticado sotaque britânico e roupas de cores vivas, a rainha se tornou personagem de desenhos animados, além de aparecer em programas de televisão e filmes.

Elizabeth II apareceu diversas vezes na série animada americana "Os Simpsons", principalmente em um episódio em que o protagonista, Homer, bate a carruagem real contra o Palácio de Buckingham.

No desenho infantil "Peppa Pig", a monarca pula em poças de lama. Ela também aparece nos filmes "Minions" (2015), "Austin Powers em o Homem do Membro de Ouro" (2002) e "Corra que a Polícia vem Aí!" (1989), onde a rainha é interpretada por Jeanette Charles, sua dublê britânica mais famosa.

Embora a soberana raramente tenha dado entrevistas, sua vida foi retratada em filmes, peças de teatro e programas de televisão.

Em "O Discurso do Rei" (2010), filme vencedor do Oscar sobre a luta de seu pai, o rei George VI, para superar a gagueira, ela é vista como uma menina, enquanto em "A Rainha" (2006), Elizabeth II enfrenta a ira de seus súditos após a morte de sua nora, a princesa Diana, em 1997.

Mas foi a série de sucesso da Netflix "The Crown" que retratou com mais detalhes a vida da rainha e seu relacionamento com o marido Philip, com disputas conjugais, escândalos e crises políticas.

- Interpretando a si mesma -

Após ver sua imagem ser usada por anos, a própria rainha tomou o protagonismo em 2012 quando fez uma aparição em um vídeo humorístico para a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Londres.

No vídeo, Elizabeth II aparece rodeada de seus queridos cachorros corgis no Palácio de Buckingham, onde recebia o famoso espião James Bond, interpretado por Daniel Craig.

"Boa noite, Sr. Bond", diz a rainha, antes que a dupla simule o embarque em um helicóptero, sobrevoando Londres e, finalmente, saltando de paraquedas sobre o estádio olímpico da capital britânica.

Em 2016, Elizabeth II apareceu conversando com o príncipe Harry em um vídeo que também contou com o ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama para promover os Jogos Invictus, um evento internacional semelhante aos Jogos Paralímpicos e criado pelo neto da monarca para soldados feridos.

E por ocasião de seu Jubileu de Platina, em junho deste ano, Elizabeth II apareceu, aos 96 anos, em um vídeo tomando chá com o personagem de desenho animado Urso Paddington, no qual, com um sorriso maroto, a monarca admite levar um sanduíche de geleia em sua inseparável bolsa.

Batendo nas xícaras de porcelana com suas colheres de prata ao ritmo de "We Will Rock You", a monarca e o famoso ursinho abriram um grande show em homenagem aos 70 anos de seu reinado.

ar-acc/mar/am