Nancy Pelosi rasga discurso de Donald Trump

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
House Speaker Nancy Pelosi of Calif., tears her copy of President Donald Trump's s State of the Union address after he delivered it to a joint session of Congress on Capitol Hill in Washington, Tuesday, Feb. 4, 2020. Vice President Mike Pence is at left. (AP Photo/Patrick Semansky)
Presidente da Câmara, Nancy Pelosi rasgou a cópia que recebeu do discurso de Donald Trump. (Foto: AP Photo/Patrick Semansky)

Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos Deputados dos EUA, rasgou a cópia do discurso do Estado da União, entregue a ela pelo presidente Donald Trump, logo após o final da fala dele.

Como é tradição, Trump participou de seu encontro anual com o Congresso na noite de terça (4). Ao chegar, entregou cópias do discurso em pastas a Pelosi e a Mike Pence, vice-presidente que acumula o cargo de presidente do Senado.

Leia também

Enquanto o republicano discursava, Pence e Pelosi ficaram posicionados atrás dele. Ao final do discurso, a democrata rasgou os papéis do discurso enquanto Trump era aplaudido e fazia os agradecimentos finais.

O gesto de Pelosi foi visto como uma resposta a outro ato de Trump, ocorrido na chegada: ao recebê-lo no púlpito, ela estendeu a mão para cumprimentá-lo, mas o republicano a ignorou.

No discurso do Estado da União do ano passado, Pelosi aplaudiu Trump ao final com as mãos inclinadas, em um gesto que lembrava o movimento de apontar uma arma em direção a ele.

Pelosi é uma das principais rivais políticas de Trump. Ela autorizou a abertura de um processo de impeachment contra o presidente, em setembro, pelas acusações de pressionar a Ucrânia para investigar a família do pré-candidato democrata Joe Biden.

O impeachment deve ter a votação final no Senado nesta quarta (5), e a expectativa geral é a de que Trump seja absolvido.

No discurso deste ano, o presidente seguiu com o tom de campanha e disse que a economia do país está melhor do que nunca, que Exército está reconstruído, as fronteiras, seguras, e o orgulho nacional restaurado. Trump busca a reeleição nas eleições de novembro.

da FolhaPress