Dona de restaurante nega ter debochado da morte de Gal Costa com 'já vai tarde, petista'

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 07.06.2017: GAL-COSTA - A cantora Gal Costa. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 07.06.2017: GAL-COSTA - A cantora Gal Costa. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Dona de um dos restaurantes mais badalados da Costa do Conde, a uma hora da capital João Pessoa, Paraíba, Ana Luiza Mendonça virou alvo de muitas críticas nas redes sociais por supostamente ter debochado de Gal Costa em seu perfil no Instagram. Logo após o anúncio oficial da morte da cantora baiana na quarta-feira (9), um comentário foi postado em sua página: "Já vai tarde, petista".

A postagem correu por grupos de mensagem na região nordestina e, em questão de minutos, viralizou na internet. Ana Luiza recebeu várias ofensas e até ameaças de boicote dos clientes do Canyon de Coqueirinho. Após os ataques, a empresária excluiu seu perfil na rede. Na noite desta sexta-feira (11), ela publicou uma nota esclarecendo o ocorrido na página do oficial do restaurante.

Ela negou que tenha sido autora do comentário "já vai tarde, petista", dando a entender que sua conta teria sido invadida por um hacker. Ela ainda prometeu entrar na Justiça para descobrir o responsável pelo ataque de ódio. Ana Luiza reconheceu que comentário é "desrespeitoso" e "inadmissível" e afirmou ainda que tinha uma "profunda admiração" por Gal Costa.

"Estamos tomando as medidas judiciais cabíveis, ao tempo que lamentamos o terrível acontecimento e pedimos desculpa por qualquer situação de constrangimento ou desconforto que este fato possa ter causado", diz a nota da empresária.

A produtora de eventos responsável pela publicação lamentando a morte de Gal Costa, onde aparece o comentário de Ana Luiza Mendonça, sofreu ataques e decidiu comentar o episódio. "Repudiamos qualquer tipo de comportamento deste gênero independente de partidos ou posições políticas". Gal Costa morreu, aos 77 anos, de causa não divulgada.