Documentário que culpa Bolsonaro por mortes na pandemia estará disponível no YouTube

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O documentário "Eles Poderiam Estar Vivos", que aborda supostos crimes do governo de Jair Bolsonaro (PL) durante a pandemia, será lançado nesta quinta (22) em três eventos simultâneos: na PUC em São Paulo, na UnB (Universidade de Brasília), e na University of British Columbia, em Vancouver, no Canadá.

Na mesma noite, a partir das 22h, o filme estará disponível no YouTube.

Produção independente dos irmãos Lucas e Gabriel Mesquita, o documentário apresenta depoimentos de familiares de vítimas da Covid que responsabilizam o presidente pelas mortes, uma vez que o governo federal chegou a recusar a compra de vacinas para combater o vírus.

Médicos e políticos também são ouvidos na obra e falam sobre outras ações de Bolsonaro que prejudicaram o enfrentamento da doença, como ter se colocado contra medidas de distanciamento social e do uso da máscara.

Com apoio do grupo Prerrogativas, "Eles Poderiam Estar Vivos" foi feito com recursos obtidos por meio de um financiamento coletivo.

Os cineastas Lucas e Gabriel Mesquita também são os responsáveis pelo curta documental "Contra o Golpe", lançado na semana passada, e que registrou os atos pela democracia de 11 de agosto.