Documentário "Good Night Oppy" sobre missão da Nasa pode fazer você chorar

Por Rollo Ross

LOS ANGELES (Reuters) - Quando "Good Night Oppy", que segue os rovers da Nasa Opportunity e Spirit antes e depois de pousarem em Marte, foi lançado em um festival de cinema em setembro, o documentário teve um efeito inesperado no público: eles choraram.

"É engraçado porque eu juro que não estávamos conversando na sala de edição sobre como faríamos as pessoas chorarem", disse o diretor Ryan White à Reuters.

O filme, que estreou no Telluride Film Festival no Colorado em setembro, mostra a missão Mars Exploration Rover (MER), que a Nasa lançou em 2003.

Era esperado que ambos os rovers, movidos a energia solar, durassem apenas 90 dias solares marcianos (SOLs), mas o Opportunity (ou Oppy) durou mais de 14 anos até transmitir sua última mensagem em 10 de junho de 2018.

White quis fazer o filme depois que a última mensagem do Opportunity "Minha bateria está fraca e está escurecendo" se tornou viral.

No entanto, são os personagens humanos do filme que evocam uma resposta emocional.

White presumiu que cientistas e engenheiros seriam muito acadêmicos e sem emoção, representando um desafio cinematográfico. "Eu estava totalmente errado", disse White.

"Uma vez que conhecemos os personagens humanos, foi um embaraço de riquezas. São pessoas que vivem dia a dia conseguindo fazer as coisas que todos sonhamos em fazer quando crianças ... e não é apenas trabalho para eles. É a vida deles. É a filha deles em Marte, como muitos deles a veem."

Uma das principais comparações feitas pelos espectadores é que os rovers se parecem estranhamente com o personagem de animação da Pixar Studios "Wall-E". O filme estreou em 2008, após os pousos do rover.

"Good Night Oppy", atualmente em alguns cinemas dos Estados Unidos, começa a ser transmitido na Amazon em 23 de novembro.