A doce história por trás da criação do cookie

Há tempos acredita-se que o cookie foi inventado por acidente. Como diz a lenda, Ruth Graves Wakefield estava preparando um monte de biscoitos, mas o chocolate não estava derretendo completamente, formando as gotas. Na realidade, não foi por acaso: Wakefield sabia exatamente o que estava fazendo.

Receba novidades sobre o mundo dos famosos (e muito mais) no seu Whatsapp 

Em 1924, quando Ruth Wakefield tinha apenas 21 anos, ela frequentou a Escola Estadual de Framingham para estudar prendas domésticas. A escola de Massachusetts existe até hoje, embora agora seja uma universidade. Foi lá que ela seguiu seus interesses culinários. Alguns anos depois, ela abriu a pousada Toll House Inn com o marido, Kenneth Donald Wakefield, na pequena cidade de Whitman. Juntos, eles não somente eram os donos do local, mas também cuidavam e administravam a pousada turística.

Em um glorioso dia em 1938, de acordo com O Grande Livro Americano dos Cookies, Ruth estava se preparando para fazer seus famosos biscoitos de caramelo quando, teve uma ideia brilhante. Ainda que existam diversas histórias, acredita-se que ela pegou uma barra de chocolate Nestlé e a picou em pedaços pequenos para sua nova receita.

Leia mais: Por que algumas pessoas comem de tudo e não engordam?

Antes de inventar a sobremesa, Wakefield havia escrito um livro de culinária bem popular, Toll House Tried and True Recipes (Experimentos do Toll House & Receitas Reais). Após a descoberta, ela relançou o livro para incluir a nova receita.

O biscoito rapidamente se tornou uma febre fora do Toll House Inn. Um ano depois, a Nestlé comprou os direitos da receita, assim como o nome Toll House como marca. O preço de um dos produtos mais apreciados do mundo? Um dólar e fornecimento vitalício de chocolate. Refletindo sobre a venda, anos depois, Ruth comentou: “Na faculdade aprendi a acreditar que um verdadeiro profissional não entra no mundo comercial”. Ainda assim, ela continuou dando consultorias à Nestlé por anos.

Em 1966, os Wakefields decidiram vender a pousada. Uma década depois, Ruth faleceu de causas não reveladas. Sua precisão e habilidade são frequentemente mencionadas em livros e artigos sobre sua pessoa. Isso pode ser visto até mesmo no prefácio de seu livro de receitas. Ela escreveu: “Nosso objetivo sempre foi oferecer uma atmosfera tranquila e jamais sacrificar a qualidade ou o tipo de serviço que oferecemos em uma acomodação que tratamos como se fosse o nosso próprio lar”.

Kelsey Garcia

PopSugar