Do Brasil para o mundo, MC Dricka surge nos telões da Times Square

·2 minuto de leitura

Com apenas 22 anos, MC Dricka, nascida e criada na periferia de São Paulo, na zona norte, no bairro do Limão, ela está conquistando o mundo, a funkeira que foi indicada ao BET Awards como Melhor Novidade Internacional, teve seu rosto estampado no telão da Times Square, em Nova York. Em suas redes sociais, ela escreveu uma mensagem de agradecimento.

“Obrigada @spotifybrasil, @onerpmbr e a todos os envolvidos, @thdetona que fez e criou essa artista junto comigo, dominando a cena do funk. Quero agradecer também ao @rodrigogr6oficial por essa estrutura, apoio, e pelo projeto incrível que ele vem fazendo comigo, junto com a @gr6explodeoriginal, @amanda_lagares, @pardalgr6, entre outros. Quero agradecer de coração a todos vocês por tornar os meus sonhos em realidade”, disse.

Leia também:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Conhecida como ‘Rainha dos Fluxos’, antes da fama, Dricka chegou a cantar em um coral na igreja e fazia aulas de MPB, mas foi com 12 anos, que ela começou a se interessar pelo funk. Em entrevista ao ‘Podpah’ exibida no Youtube nesta terça-feira, 15, a MC relembrou o início de carreira, e falou sobre a dificuldade de se lançar através do rap, motivo pelo qual ela decidiu se dedicar ao funk. “Eu tinha aquele sonho, mas não tinha com quem gravar, até então, na época que eu tinha 15 anos, gravei umas músicas, mas mesmo assim não deu em nada”, contou ela, que durante os perrengues chegava a ganhar 70 reais.

Com música de sucesso, ‘Empurra, Empurra’, lançada em 2019, Dricka teve o reconhecimento por seu trabalho. “Quando eu lancei, não esperava estourar, eu juro por Deus, eu fui dormir e quando acordei a música já tinha 100 mil visualizações. Eu não tinha confiança na música, mas deu certo”, confidenciou a cantora, que já está com um novo projeto para ser lançado, ‘Dricka com Vida’. Hoje, 15, a artista participa do programa ‘Profissão Repórter’ que vai ao ar depois de ‘No Limite’.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos