Djonga coloca 'fogo nos racistas' de verdade em show; assista performance

*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 06.09.2019 - O rapper Djonga, no teatro Jaraguá, em São Paulo, onde encenou ‘Madame Satã’. (Foto: Karime Xavier/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO, SP, 06.09.2019 - O rapper Djonga, no teatro Jaraguá, em São Paulo, onde encenou ‘Madame Satã’. (Foto: Karime Xavier/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O termo "fogo nos racistas", usado muitas vezes pelo rapper Djonga, 28, foi levado a sério no último show do músico mineiro, na cidade de São Paulo, no sábado (18).

No momento em que cantava a música "Olho de Tigre", cujo refrão repete a frase, foi ateado fogo num homem que representava um racista em cima do palco (confira a performance abaixo).

O cantor participava do Festival Cena 2K22, no Anhembi. O momento tem viralizado nas redes e na tarde deste domingo (19) se tornou um dos assuntos mais comentados.

Muita gente achou interessante a maneira que Djonga usou para escancarar a discriminação racial no país. "Djonga fazendo história", disse um. "Fogo nos racistas. Obrigado", agradeceu outro.

Mas houve também quem criticasse e opinasse que seria uma forma de falar de um crime e cometer um outro. "Fora que o cara incentiva a prática de violência/morte como resposta ao assunto. Esse tipo de hipocrisia os Bolsonaristas fazem com frequência", postou um seguidor.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos