Djavan diz que não votou em Bolsonaro “Governo errático”

Reprodução Instagram

Em 2019, Djavan havia dito em uma entrevista, que estava esperançoso quanto ao governo de Jair Bolsonaro (sem partido), mas depois de dois anos, e com tudo que vem acontecendo politicamente, a falta de compromisso do governo federal com a compra de vacinas, o crescimento no número de mortos por causa da covid-19, o cantor decidiu se pronunciar sobre o assunto.

Em um post publicado no Instagram ele disse: “Em 2018, tentaram me associar a esse governo por eu ter dito em entrevista que tinha esperança no futuro do Brasil. O futuro, para mim, pertence ao povo que sempre poderá buscar - nas ruas e nas urnas - as transformações sociais que farão do Brasil um país livre e próspero”.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Leia também:

“Depois de dizer algumas vezes que aquilo era mentira, eu percebi que de nada adiantaria: o desmentido na internet tem efeito contrário, coloca a mentira em evidência. Tenho décadas de vida pública e uma longa carreira, e quem me conhece sabe dos meus posicionamentos sobre política, problemas sociais, culturais, raciais, homofobia, xenofobia etc”.

“Por isso, é impossível haver qualquer compatibilidade entre mim e um governo errático, que tem atuado na contramão da ciência e que, sempre que pode, demonstra seu desprezo pela democracia. Não tem cabimento. Eu NÃO votei no Bolsonaro e NÃO apoio o seu governo. Djavan”.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos