DJ Ivis é preso após agredir ex-exposa, Pamela Holanda

·5 minuto de leitura
Prisão preventiva atende solicitação da Polícia Civil e foi decretada há pouco pela Justiça.

Resumo da notícia 

  • DJ Ivis foi preso em Fortaleza;

  • A prisão é preventiva e pode ser prorrogada por até 180 dias;

  • O governador Camilo Santana confirmou a informação pelas redes sociais.

O DJ Ivis foi preso preventivamente em Fortaleza (CE), na tarde desta quarta-feira (14). O artista é acusado de agredir a ex-esposa, a arquiteta Pamella Holanda.

"Acabo de ser informado pelo nosso secretário de Segurança da prisão do DJ Ivis, no caso das agressões a Pamella Holanda. A prisão preventiva havia sido solicitada ontem pela nossa Polícia Civil e decretada há pouco pela Justiça. Que responda pelo crime cometido", comunicou o governador. 

Leia também

O mandado de prisão do DJ pode ser prorrogado por até 180 dias durante a investigação do caso, que deve ser concluído nos próximos dias segundo informou a Polícia Civil do Ceará ao Yahoo!. Após ser ouvido na Delegacia metropolitana do Eusébio, ele será encaminhado para o IML da Capital para fazer um exame de corpo de delito e seguirá para a capturas, a porta de entrada do sistema prisional do Estado. No local ainda passa por uma audiência de custódia onde pode, ou não ser liberado. Em caso de negativa, ele segue para um dos presídios locais.

Pamella deverá fazer um novo exame de corpo de delito, pois é necessário analisar a gravidade das lesões provocadas pelo DJ. A arquiteta denunciou as agressões no dia 3 de julho na mesma delegacia que ele foi detido. A prisão é preventiva e atende solicitação da Polícia Civil.

Na última segunda-feira (12), a cearense prestou depoimento à polícia, que também escutou o motorista do DJ que aparece em uma das imagens de agressão divulgadas pela vítima. Maria Vaneide da Silva, que trabalhava como doméstica, foi voluntariamente a delegacia para depor. 

Relembre o caso

Arquiteta publicou no último domingo (11) vídeos registrados por uma câmera de segurança que mostram o DJ Ivis a agredindo.

Ela aparece recebendo tapas, socos e chutes do ex-companheiro. Ela também postou uma série de fotos dos hematomas em seu rosto.

Iverson confirmou as agressões, mas afirmou ser vítima de uma "chantagem", afirmando que os vídeos estão cortados e que também era vítima de lesões. Ele também postou uma série de lesões corporais junto com um boletim ocorrência registrado em março deste ano. Sim, ele fez um boletim contra a vítima.

Importante ressaltar que é possível denunciar casos de violência contra a mulher de forma anônima através do número 180.

Pamella relata agressões de DJ Ivis: "Pegou pelo pescoço, estava grávida de 5 meses"

Após relatar as violências sofridas pelo DJ Ivis, a arquiteta Pamella Holanda deu detalhes sobre as agressões. "A primeira vez que ele me agrediu estava grávida de cinco meses, indo para o sexto. Ele me pegou pelo pescoço e me arrastou pelo corredor até o sofá, quando me jogou. Na cabeça [dele] é como se eu fosse um problema, um fardo, não podia dizer nada o que sentia. E sentia muita coisa, estava grávida, longe da minha família e em uma pandemia, em quarentena. Não tinha suporte dentro de casa", conta ela em entrevista ao jornalista Léo Dias, no jornal "Metrópoles".

A jovem de 27 anos, relata não saber as quantidades de vezes em que foi agredida fisicamente e verbalmente. "Não sei quantas. Muitas! Não era só fisicamente, mas verbalmente, psicologicamente... Era um terror psicológico muito grande", relata.

A cearense disse que um dos motivos de ser agredida por Iverson foi por causa que ela escolheu seguir amamentando sua filha -mesmo tendo aval médico- após ser diagnosticada com Covid-19. "A Mel tinha quase um mês. Naquela ocasião eu estava com Covid, e todos os médicos me aconselhavam a amamentar. Ele não queria. [Ele queria] que eu não amamentasse porque disse que eu ia passar Covid", disse Pamella em entrevista nesta terça-feira (13) ao “Encontro com Fátima Bernardes”.

É sempre importante consultar-se com um especialista, mas a recomendação geral da OMS (Organização Mundial de Saúde) e da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) é que se mantenha, sim, a amamentação mesmo se a mãe for infectada.

Posicionamento de parcerias

O Spotify e a Deezer, principais serviços de streaming de música utilizados no Brasil, retiraram todas as músicas de DJ Ivis de suas playlists editoriais. A decisão aconteceu um dia depois da divulgação das imagens dele espancando a ex-companheira, Pamella Holanda.

O canal oficial do artista continua no ar nas plataformas e não foi derrubado, mas Ivis não vai mais monetizar da audiência vinda das playlists oficiais de ambos os serviços. Quando um artista está em destaque em uma playlist oficial do Spotify, por exemplo, seus plays costumam subir de maneira vertiginosa, rendendo mais parceiras comerciais e de marketing. As músicas de Ivis ainda podem ser incluídas em playlists privadas de usuários, mas não estão mais vinculadas à curadoria oficial do Spotify e do Deezer.

Playlist de DJ Ivis no Spotify
Playlist de DJ Ivis no Spotify

DJ Ivis também perdeu diversas parcerias depois da repercussão dos vídeos da agressão. Artistas como Latino, Flay, Zé Felipe, Zé Vaqueiro entre outros vieram nas redes sociais postar o cancelamento da parceria ou músicas que ainda seriam lançadas.

O cantor Latino que iria lançar sua música em agosto postou: "Já tínhamos todo o planejamento de lançamento determinado, já tínhamos gravado o clipe inclusive com a presença dele. Acredito que meu maior repúdio é pelo meu posicionamento, então prefiro cancelar esse clipe, vamos regravar sem o Ivis. Quero dizer para a Pamella que estamos aqui para o que ela precisar. O prejuízo foi grande, mas infinitamente menor que o dela.”

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos