Divulgado na Comic Con, 'O Rastro' promete ser marco no cinema de terror nacional

Os atores Rafael Cardoso e Leandra Leal, ao lado do diretor J.C. Feyer e da produtora Malu Miranda
Os atores Rafael Cardoso e Leandra Leal, ao lado do diretor J.C. Feyer e da produtora Malu Miranda

Um hospital prestes a ser desativado, onde uma menina some e coisas estranhas passam a acontecer. Este é o cenário de ‘O Rastro’, filme nacional que ganhou bastante destaque durante a CCXP – Comic Con Experience durante o último final de semana, em São Paulo.

Além de ter seu trailer divulgado em primeira-mão, e por enquanto ainda de forma exclusiva, no maior auditório do evento, com capacidade para 3 mil pessoas, a produção ganhou um stand próprio. Na atração, que gerou longas filas de espera, os visitantes entravam num ambiente que reproduzia o tom sombrio do filme e levavam alguns sustos parecidos com os que personagens passam no longa.

Os atores Rafael Cardoso, Leandra Leal e Alice Wegmann estiveram na Comic Con e, junto com o diretor J.C.Feyer e os produtores Malu Miranda e André Pereira (também roterista), se mostraram otimistas com o lançamento de ‘O Rastro’, que chega aos cinemas no dia 30 de março. Para a equipe, o público brasileiro gosta muito do gênero terror – como provam os sucessos de ‘Invocação do Mal 2’ e ‘A Bruxa’ este ano -, mas ainda precisa se acostumar a ver na tela grande obras nacionais neste estilo.

“A história dos filmes de terror no Brasil está muito ligada à produções como as do Zé do Caixão, ou outras que trazem junto também algo de comédia”, comparou Feyer. Pelo trailer de ‘O Rastro’ fica clara uma quebra neste padrão, com a tentativa de um diálogo com produções internacionais que mexem com temas sobrenaturais, como ‘O Chamado’ ou o espanhol ‘O Orfanato’.

Eles garantem também que se preocuparam em trazer elementos nacionais à história, como o calor tropical, que faz os personagens suarem muito, em vez de sentirem a temperatura baixar, quando têm contato com possíveis aparições. Leandra Leal, que faz a esposa grávida do protagonista João (Rafael Cardoso), também vê outra característica brasileira no lugar onde se passa a ação, já que o estado de nossos hospitais públicos costuma ser calamitoso. “É um terror com um toque de comentário social”, disse a atriz.

Alice Wegmann, elogiada atualmente por sua performance na novela ‘A Lei do Amor’, faz uma assessora da Secretaria de Segurança do Rio de Janeiro, que acaba absorvendo muito da tensão do personagem principal. “Eu acho que este filme vai ser um salto e o início de uma nova temporada de filmes de terror aqui no Brasil. Pelo pouco que já vi do resultado, sei que vai ser algo com uma qualidade muito alta”, prometeu.

Leandra, porém, lembra de um calcanhar de aquiles ainda enfrentando por grande parte da produção nacional, independentemente do gênero: “Falta tela. Muitas cidades do país não têm nem cinema. Cada filme tem um desafio extra que é o das pessoas tomarem conhecimento da existência dele, em primeiro lugar”.

Justamente por isto, investimentos como o de ‘O Rastro’ na Comic Con Experience servem para chamar a atenção. Pelo tanto que se falou durante a convenção sobre ele, é impossível não ficar curioso com o produto final.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos